Posts Populares

Sou gorda e feliz. Por que você não acredita?

By : Janaína Pupo


Recebi esse e-mail de uma leitora e quis dividir com vocês, porque com certeza tem muitas Ana's, Josefa's, Maria's, José's, Dirceu's, Joana's eteceteraetal, felizes como são. E você, é feliz com seu corpo?

"Minha casa é o lugar mais feliz do mundo. Somos uma família de gordos. Não tem nenhum gordo mórbido, nem doente. O mais gordo é meu avô, que pesa 115 quilos, não tem diabetes, nem pressão alta, nem nada de ruim. Só peso.
Eu cresci ouvindo da minha mãe, pai, irmãos e avós, que sou linda, e que somos lindos por tantos motivos, não só pelo corpo e que todo corpo é belo.

Na escola eu não sofri bulling, mesmo sendo uma criança gorda, talvez por ter sido educada com tanta segurança, por me sentir segura com meu corpo gordo, por chegar sorrindo e humildemente "me achando". Na faculdade foi quando fui menos gorda. Pesei setenta e nove quilos e sabe, eu me sentia menos bonita e isso deve ter refletido, porque algumas colegas me questionavam porque eu não fazia uma dieta pra perder peso, já que meu rosto era tão lindo. Não, ta errado isso aí, dieta me faria triste. Eu estava sentindo falta dos sete quilos que perdi, eu queria acha-los. Mas não deu, a faculdade me sugava, eu só conseguia engordar minhas notas, pois meu ego estava zero, no chão. Mas ninguém acreditava quando eu dizia que estava insatisfeita emagrecendo. Achavam que era charme meu, mas juro, não era!

O ruim de crescer é que a vida vem e mostra que lá fora a família não pode te proteger. Você cresce, tem que caminhar com as próprias pernas, chorar sozinha no travesseiro e engolir alguns "porque's", alguns inúmeros porque's. E nem sempre tem resposta. Eu não entendia porque era tão difícil acreditar que uma mulher pode amar seu corpo gordo, por que um gordo não pode se amar?

Me formei e que alívio, e logo voltei ao peso que me sinto linda, 85 quilos. Conheci meu marido, eu estava com 90 quilos. Casamos. Tudo indo muito bem. Saúde ok, eu linda, preenchida, boa de se ver. Depois de cinco anos de casados, engravidei. Felicidade plena!

Hoje tenho minha família. E segue a tradição, feliz. E eu continuo gorda e feliz, mas passei minha infância, adolescência, agora a minha juventude, cobrada pelos outros, quando eu ia ser um rosto lindo num corpo magro e tendo que provar que eu sou feliz com cada grama que carrego.

Cara sociedade, isso é o que menos importa, o tamanho do meu corpo. Importante é o tamanho da minha saúde, e do meu preconceito.
Minha balança está errada?
E o que acrescentou na sua vida, ficar cotando meu peso como se fosse a bolsa de valores? Não te deixa mais rico, não preenche sua geladeira e muito menos te enobrece, de nenhuma forma.

Não é fácil ser você em meio a uma sociedade que vive com o dedo apontado. Mas todo  dia vale a pena, porque eu vou pra cama respeitando a pessoa mais importante; eu mesma. Não importa o que pensam de mim, o que querem que eu seja. Até por me amar, é como se eu tivesse que pagar um preço. Eu pago, enfrentando com amor quem me aparece com veneno. Te garanto, é uma ótima arma.

A vida é tão gostosa pra se tornar obsessivo pelo peso alheio. Vai contar sorrisos, diamantes, borboletas, pingo de chuva. Ou engorde, e vai palpitar no teu corpo gordo, mas deixa o meu.

Você topa? Aceita que dói menos."

Pois é, uma pessoa feliz, costuma incomodar muita gente. Uma pessoa gorda e feliz, incomoda muito mais.

Beijos
Jana Pupo.

Dicas, dúvidas, críticas e sugestões escreva para:
jana.pupo@yahoo.com.br

Magro também sofre, meu bem!

By : Janaína Pupo


Aeeee, voltei, galere ;) 
Saudade "dôceis", mas bora tratar do que interessa, ajudar alguém (ou tentar).

Polly, uma garota de dezenove anos, me escreveu querendo conselho para se amar mais. Em anexo, tinha a foto dela e a mesma terminou o e-mail dizendo: "- Nenhum dos meus planos e sonhos irão se tornar possíveis, se eu continuar magra. Eu me odeio por ser magra"

Isso mesmo, pasmem, ela é infeliz com o corpo magro e calma, não é um corpo magro de anoréxica, é um corpo magro "normal", saca?

"- Ah para, Janaína, o mundo quer ser magro, esse é o sonho de qualquer ser! Essa daí tá é com frescura!"

Percebe como é fácil a gente pegar o problema do outro e tratar como nhéco-nhéco, mimimi, frescurite?
Para com isso, é feio, muito feio.

As pessoas gostam de julgar, ainda se fossem perfeitas, né não? 
O gordo é rolha de poço, chupeta de elefante, cotonete de baleia, porpeta, boneco da Michelim, eteceteraetal.
O magro é chassi de grilo, palito de dente, tão magro que desvia da chuva, vareta, louva Deus, pau de sushi, agora pau de sélfie eteceteraetal.
O negro, o japonês, o deficiente, o alto, o baixo, a falta de respeito é total, todos já sofreram com algum apelidinho mequetrefe, e tem gente que morre sofrendo.

E então, Polly, olhando pra você, pra sua foto, lembrei da vez que estava com uma amiga e passou por nós, uma menina magra, com o vestido lindo e, na mesma hora, minha culega disse: - Que raiva dessa magrela usando esse vestido lindo!

De repente, aquela magrela, sofreu pra escolher aquele vestido, pra ter coragem de usar e colocar seu "cambitos" pra fora. 
Não é fácil querer entrar em uma roupa e ficar coladíssima, tipo, se eu respirar, explodo. Ou então, tentar entrar naquela calça linda da vitrine, e metade das bandas da bunda ficar pra fora, prontas literalmente pra dar um show de horror. Ahãn, hoje tem as lojas plus size, mas nem toda gorda, tem tempo $$$, porque algumas, ainda são muito caras (eu acho).
E também não é fácil para a magra chegar na loja, pedir o PP e ficar se sentindo um cabide, com o vestido ainda largo, aí vira aquela vendedora cretina e fala: vai em loja infantil ¬¬ VSF!

Não tá fácil pra ninguém, galere. E se permitirmos tamanha cobrança da sociedade, da mídia, do mundo, sabe o que acontece? Você viverá para os outros, nunca pra você.

"Nenhum dos meus planos e sonhos irão se tornar possíveis, se eu continuar magra."

Nenhum dos seus planos e sonhos irão se tornar possíveis, se você continuar pensando assim. Tá, você já tentou engordar e não consegue? Ok! Mas sua saúde está em ordem? Duplo ok, então! 

Não importa o formato do seu corpo, pode ser roliço, gordo, obeso, magro, seco, "talba", SE AME. é CLICHÊ, MAS TENTA, ao menos...

Demorei para "me permitir" e aceitar que, enquanto eu tentasse fazer regime pra calar a boca da magra, da modelo ou da ex-gorda, que ficou magra, mas que felicidade não teve, porque continua cuidando da vida dos outros... pois é, quando deixei de pensar em fazer regime por causa DOS OUTROS, a vida ficou mais suave, mais gostosa, sabe por que? Porque me respeitei e a partir do momento que, parei de me importar com os outros, passei a me enxergar bonita, gostar das minhas curvas e se eu resolvo fazer uma dieta, a cobrança sendo só minha, acredite, eu faço e assumo que quero emagrecer PRA MIM, POR MIM e não pelos outros.

Como não amar meu corpo, só porque ele não segue os padrões que estão nas mídias? É meu corpo que me leva para passear, me leva ao trabalho, é ele que permitiu e permite fazer tudo o que fiz e faço, ele que deixa eu sentir frio, calor, alegria, tristeza, tesão e prazer. Como não amar o meu corpo? Não tem como".

Permita-se, é tããããooo libertador ;)

*

Beijos e boa semana, amores.
Jana Pupo.


Dicas, dúvidas, críticas e sugestões escreva para:
jana.pupo@yahoo.com.br

A dieta Dukan roubou minha namorada.

By : Janaína Pupo


"Meu nome é Lucas, tenho 25 anos. Minha namorada vivia insatisfeita com o corpo e sinceramente, todos os defeitos que ela se apontava, eu tentava enxergar e achava que o defeito real estava em seu cérebro. Linda, ela simplesmente era linda, sorridente, brincalhona, feliz. Era ... porque resolveu fazer a dieta Dukan e emagreceu vinte quilos e não é seu novo corpo que a fez perder o brilho, mas a arrogância e diferença que ela vem tratando todos os "amigos antigos" e comigo ela terminou o namoro. Não consigo entender como vinte quilos perdidos, pode destruir o nosso namoro de três anos. Ela simplesmente me enviou um SMS, dizendo que precisava me ver, que era urgente. Nos encontramos e, ali, naquele café, ela me deixou. A amo demais, Jana e não posso ouvir falar dessa dieta maldita que tenho vontade de engordar quem inventou. O que eu faço? Será que realmente ela deixou de me amar?"

Eita Lucas, você deve estar com trauma dessa dieta duKão, né não?
Mas gato, assim que li seu e-mail, pensei: "outra idiota que fingia se amar gorda, vestia carapuça GG pra enganar que era uma gorda legal. Tsc, tsc, tsc...".

Mas não vou sentar a língua na tua namorada (ex, até engordar os primeiros sete quilos DE NOVO). Não, gente, não é maldade, mas conheço muitas gordas que emagreceram com dietas loucas e depois engordam de novo. Tem as gordas que emagrecem e não perdem a essência, aquela coisa "sensuar de ser", sabe como é? E continuam transbordando simpatia, sorridentes, felizes. Eu já fui magra, ou menos gorda, sei lá. Fato é que, quando emagreci bastantão, não fiquei metida, fiquei triste, porque o que eu esperava ouvir? - Nossa, como você emagreceu e está linda! E o que eu ouvia? - Nossa, como você emagreceu, está doente?

Frustrei geral e óbvio que engordei tudo de novo, não por causa da frustração, mas porque fiz aquelas dietas malucas, de ficar 3 dias sem mastigar, depois só come mato, peito de frango, chuchu e peito de frango, gelatina e peito de frango, faz aplicações na barriga, coxas, bunda, massagem, o caraio a quatro, jurando que é o que está te emagrecendo, mas não, é a DONA ANFETAMINA tirando toda sua fome, deixando sua boca seca, o corpo ligado no 440, você fala sem parar, como se tivesse ganhado a boca naquele dia (hahahahahaha né xará?) , fica bem humorada, numa alegria sem tamanho e depois chora, morde, grita. E o pulso ainda pulsa. Eu hein, prefiro ser gorda ao passar por isto de novo.

Mas voltando a sua garota, Lucas, seguinte... pode ser só uma fase, sabe? Tipo, ela está se olhando e se achando o máximo, a mais gostosa, a mais poderosa, a tudo. Quando isso acontece, a pessoa tem sede de liberdade, de viver, como se não tivesse vivido enquanto estava namorando. Ela sai, causa, beija, trepa, casa em Las Vegas, faz tudo, dá tudo (ou não). Só que, meu amigo, já passei por isso e olha, chega uma hora, que você para e sente saudade daquele homem que te ama(va) de verdade, sente falta do companheirismo, sente falta de ser um em dois. Nessa hora, você olha para aquele pacote de liberdade e não sabe o que fazer com ele, já não tá te prestando pra mais nada e agora, José? Enfio no cu, engulo, faço um bingo?
Pois é...  esse é o perigo quando a auto estima sobe pra cabeça, tem pessoa que fica retardada por achar que agora, magra, faz parte do "padrão", entrou para a estatística das gostosas. Para!

Sua namorada emagreceu e está se amando tanto que, se pudesse, se comia. Isso é de dar enjoo, eu sei.Ela pode estar encantada, deslumbrada e se for só isso, é grande a chance da "graça" passar, e acredito que logo a ficha dela cai e de repente, ela volte a te procurar, por perceber que ser magra não é atestado pra ter um amor maior  e aí, se ela quiser voltar, cabe a você aceitar ou não.  Maaaaas, pode também acontecer dela nunca mais te procurar e aí, gato, cabeça erguida, bola pra frente e bora procurar a tampa da sua panela, já que você não é frigideira =P

Lucas, não amaldiçoe a dieta Dukan, tua namorada teria tomado a mesma atitude se tivesse emagrecido com a dieta da sopa, da abobrinha, da lua, da tempestade, da água com limão, da salsicha etc...
Imagino que você deseja todos os dias que ela volte a engordar, fala ae? Mas amore, brincadeiras a parte, sei que você está sofrendo, você a ama, mas quem pode garantir que ela te ama também?

É clichê, aliás, mega clichê, mas dê tempo ao tempo, ele é o melhor remédio.Só que, ok se você ainda a ama, mas não deixe de SE amar. Nada de se humilhar, afinal, ela está cheia de amor próprio, faça o mesmo.

Juro que fico #chatiada quando sei de casos assim, da pessoa mudar fisicamente, emagrecendo, engordando, fazendo plástica, botox e junto, mudar o jeito de ser. Se for pra melhor, ótimo, agora ficar arrogante, metido, esnobando os outros, faz com que toda e qualquer beleza, desapareça.

O que vocês acham, galere?

Beijos, lindezas.
Jana Pupo

Dicas, dúvidas, críticas e sugestões escreva para:
jana.pupo@yahoo.com.br

Meu namorado fuma maconha.

By : Janaína Pupo


"Meu nome é Lucia, tenho 29 anos e estou envolvida com um rapaz há três anos, está sendo o melhor namoro de todos que já tive, ele é muito carinhoso, responsável, trabalhador, incrível. Mas aí viajamos para a praia e ele revelou que fuma maconha. Estou perdida, me sinto traída, nunca notei nada, NUNCA! Não sei o que fazer. Só que confesso que quando ele fuma, fica ainda mais incrível, como pode?
Eu não tenho vícios, gosto de beber, mas álcool e maconha são bem diferentes.
Tenho medo de investir nesse namoro e me machucar, porque não curto drogas e não vai ser bacana receber o título de mulher de maconheiro. O que eu faço?"

Lucia, realmente álcool e maconha são bem diferentes. Você sabia que o álcool é uma super droga também? Pois é...

Calma, NÃO estou defendendo a Cannabis, mas gata, eu demorei pra entender que, hoje em dia, fumar maconha tá tão natural quanto beber água. Conheci pessoas que, na minha ignorância, jamais "tinha cara" de quem fuma maconha, ou seja, tem a cara normal como a minha, a sua, de todos. As pessoas tem que parar de "criar caras" para os outros.

E reveja o que você escreveu sobre seu amado, como citou qualidades, não seria ele um "bom maconheiro"? Tá, vamos falar sério, se o assunto fosse cocaína ou crack, aí eu estava chorando com você.

Que a maconha é uma droga ilícita no Brasil, todo mundo tá careca de saber. Que se você for pego com determinada quantia, será considerado traficante e não usuário, todos também sabem, agora o que muitos não sabem é que, se pesquisar qual droga é mais perigosa, acredite, o álcool é considerado muito mais prejudicial do que a erva.

Também nunca presenciei e creio que jamais foi registrado o caso de morte por causa da "marijuana", diferente da cachaça. Aliás, tenho bastante receio do álcool, já vi muita gente se fuder por causa dele, de repente o maluco acorda atrás das grades e nem lembra porque foi parar lá.




Sou fumante, totalmente dependente, cheguei a fumar dois maços por dia, hoje, diminui bem, mas pergunta se eu quero parar? Querer eu quero, mas não tenho vontade e aí? Já tive namorado não fumante, ele pediu para eu parar de fumar pelo "o nosso amor" e minha resposta foi: Gato, se não paro nem por amor próprio, não vem pressionar que não vai rolar. Não parei e nem pararia por homem nenhum, se eu parar, será por mim. E sim, sei de todo mal que essa merda do cigarro causa, todo dia sou lembrada, afinal, nos maços vem cada "foto linda"!

Tenho amigos que gostam  da maconha mais do que lasanha e se "a pretendente" tiver preconceito e quiser boicotar a ervinha, eles mandam  pastar. E detalhe, a maioria dos "cannabentos" que conheço, não querem "cannabentas" para namorar.

Lucia, teu bofe não está te traindo, só que ele curte "o verdinho", e muito provavelmente, se ele é dependente, não vai parar. Se o cara é "da hora", carinhoso, responsável, cumpre com as obrigações, vocês estão juntos HÁ 3 ANOS, ele é uma pessoa bacana, vale a pena largar mão desse amor por causa de uma escolha pessoal dele? Ok, você não precisa aceitar que ele fume loucamente na sua frente e que solte a fumaça na sua cara. Você disse que curte beber, imagina se ele fosse totalmente contra bebida e pesasse na sua, como você se sentiria? Pois é...

Não estou aqui fazendo apologia ao uso de drogas, longe disto, mas Lucia, você realmente se incomoda pra valer com o fato do seu namorado fumar maconha ou é pelo preconceito de informações sem nexo que a mídia prega?

Porque acredite, tem drogas realmente "defudê" por aí. Eu mesma já assumi meu vício do cigarro e olha, esse maldito me seduz!

Sabe aquela frase clichê de moderação?
Pois é, é legal ter limite com tudo, se bem que, nunca ouvi dizer que alguém teve overdose de maconha.




Enfim Lucia, boicotar acho que de nada irá resolver, ele continuará fumando. É mais fácil você começar a fumar com ele, do que ele parar.

Pense direito, coloque na balança os pró e os contras, se bem que, pelo o que você descreveu no e-mail, tá mais fácil achar prós infinitos.

Repense, de repente, você pode estar para jogar o amor da sua vida pela janela (ou não?).Mas se for pra você aceitar e isso, de alguma forma te ferir, sai fora. Parece egoísmo, mas precisamos nos colocar em primeiro lugar sempre.

A verdade é que acho que ainda existe muito tabu quando o assunto é a maconha.

Só acho!

Beijos e boa semana.
Jana Pupo

Dicas, dúvidas, críticas e sugestões escreva para:
jana.pupo@yahoo.com.br

Não fui com a cara do pau dele.

By : Janaína Pupo


"Meu nome é Sandy, tenho 25 anos e estou me sentindo a mulher mais escrota da terra. É que conheci um homem lindo, inteligente, super agradável, o papo delicioso, carinhoso, romântico, enfim. Ele era perfeito até o dia que, voltando de um jantar, quando ele veio me deixar em casa, na hora da despedida ele me beijou e começamos a trocar carícias dentro do carro. Fiquei louca, um tesão absurdo e quis fazer um oral bem gostoso nele, pra deixar aquele gosto de quero mais, só que, quando me inclinei e fiquei de frente com o pênis dele, juro Jana, senti nadaaaa! Que pinto feio! O rapaz é bem branco, mas o pinto dele é roxo! Eu achava estar apaixonada, até aquele momento. E desde então, já faz duas semanas, o cara não para de me ligar e não sei mais que desculpa usar. Já falei de tudo, mas não tenho coragem de chegar e dizer: "Querido, não vai rolar nada entre nós, não tô afim". Sei lá, acho grosseiro dar um fora assim, mas também não suporto mais nem ouvir a voz dele. Socorro, que eu faço?"






Sandy, sua devassa que fica selecionando pau's! Que mal vai te fazer um cacete roxo? O dono do cacete é corintiano?

Brincadeira Sandy, eu também sou "selecionadora". Já "saí do rolê" quando fiquei "cara a cara" com certos pau's, mas a cor nunca me assustou. Roxo é fashion, Sandy hahahahahahaha. Comigo não rola pau sujo, oleoso, com muito excesso de pele, porque odeio pescoço de frango. Sendo limpinho, cheiroso, pode ser um arco-íris, torto, PMG, meu tesão permanece. Mas quem sou eu pra te criticar?

Seguinte Sandy, pelo jeito, a única saída, é você ser verdadeira com o bofe do cabo roxo. Dizer o que você citou que não tem coragem de falar. Jogar a real, que não está mais afim, que não vai rolar. Mesmo porque, assim você não fica iludindo o mocinho e libera o roxinho (ou roxão?) para fazer sucesso em outra freguesia, né amiga?

Gosto é foda, uns amam, outros odeiam, faz parte. Melhor sair fora do que trepar por trepar, porque aí sim, você irá se sentir escrota. Não sou contra a mulher que dá por dar, é dela, se ela quer, problema dela. Eu, Janaina, não dou por dar, não curto.
O que é dar por dar?
Pra mim? É quando você não quer algo, mas agarra, nem que for só por algumas horas, só para agradar o outro. Igual quando você está de dieta, aí vem uma pessoa e te oferece rapadura. Você detesta rapadura, mas aceita pra não fazer "pouco caso". Você come, odeia, fura a dieta e fica com aquele gosto da rapadura  pra que? Pra agradar a(o) dona(o) que te ofereceu a mardita rapadura? Tô fora!

Tá fácil, seja sincera com o Alemão, libera o bofe e bora ser feliz com o pau da cor que você curte =)
Só não esquece a camisinha, okay baby?

Beijos, delícias
Jana Pupo

Dicas, dúvidas, críticas e sugestões escreva para:
jana.pupo@yahoo.com.br

Ela quer me dar "de coração".

By : Janaína Pupo

"Meu nome é Alberto, tenho 29 anos, solteiro, independente e passando por um dos momentos mais constrangedores da minha vida. Conheço uma mulher há três anos, somos amigos de trabalho e ela sempre jogou charme pra cima de mim, mas nunca correspondi. Só que de um tempo pra cá, ela tem sido totalmente explícita e me colocou na parede, dizendo que quer me dar de coração a "Julieta" dela. Eu já não tinha tesão na mulher, depois que ela se referiu a própria vagina como Julieta, brochei de vez. E agora a situação está insuportável, ela falta dizer que sou gay, que não tenho tesão por mulheres e não quero ser grosseiro, dizer que não sinto tesão é por ela. O que eu faço? Essa mulher está me sufocando. Não vou ficar, transar, muito menos me envolver com ela, não quero! Os brothers do escritório dizem pra eu comer e sair andando, mas não sou desse tipo. Você, como mulher, que conselho me dá, Jana?"

Gato, seguinte, diz pra ela que o seu Romeu morreu envenenado, ponto!

Sabe que eu fico envergonhada quando sei de casos assim, de mulher desesperada por um robalo, tipo, quase colocando a xereca na rifa, no bingo ou fazendo promessa. Conheço mulheres que se humilham, imploram, faz joguinhos, tudo pra ver se aquele bofe cai na dela e se não obtêm resultado, aí que a danada insiste em querer.

Alberto, infelizmente, pelo o que você escreveu no e-mail, o caso da sua colega de trabalho é tesão antigo por você e, se você realmente não quer nada com a mesma, o jeito é jogar limpo, não precisa ser grosso, mas seja claro, tipo: Fulana, não vai rolar nada entre nós, portanto, não insista, pra não ficar um clima chato. Ou então, se ainda assim ela insistir, aí honey, você terá que ser mais rude, tipo, "Se toca, não quero te comer!"

Tenho uma conhecida que, os alvos dela sempre são os homens que não a querem nem pintada de ouro, pois ela insiste mais e mais, diz que a rejeição a excita, vai entender? Ela só larga do pé da presa, quando é maltratada pra valer. De boa? Eu não suportaria algo assim.

Não estou dizendo que sua colega de trabalho é dessas, mas não tem muito o que você fazer. Ela quer te "dar de coração" e você, mais de coração ainda, não quer saborear a Julieta da moça, sendo assim, não tem que enfiar o pinto na coitada só pra ela te dar sossego, é só jogar a real. Não quero e pronto!

Eu sei que a situação é delicada, mas qual outra atitude você pode tomar?
E dane-se se ela achar que você é gay, melhor ser chamado disto ou daquilo, do que fazer algo que NÃO ESTÁ COM VONTADE.

Mulher é foda, somos fodas, mas as oferecidas, confesso, me dão vergonha. Não estou falando que a garota não deve chegar no cara e tal, oferecida que digo é, a mulher sacar que o cara não quer nem mesmo transar e ainda assim, ela falta colocar
a buceta em 3D pra ver se chama a atenção do cidadão, da presa. Falta de amor próprio, falta de vergonha na cara, falta de sei lá o que.

Como é difícil se livrar de uma pessoa fácil, né? Mas calma, amigo, uma hora a bendita desiste (ou não) ;)

Beijos e boa semana, amores.
Jana Pupo.


Dicas, dúvidas, críticas e sugestões escreva para:
jana.pupo@yahoo.com.br


Depressão não é frescura!

By : Janaína Pupo



"Meu nome é Cláudio, namorei Stella durante três anos e estamos casados há um ano. Stella é uma mulher linda, não importando se está gorda ou magra. Digo isto porque a conheci magra e depois do primeiro ano de namoro, ela engordou 18 quilos e continuou linda, é linda até hoje. Só que, depois que casamos, ela estava se dedicando ao mestrado e deixou o emprego. Está desempregada e há seis meses, minha mulher não é a mesma. Ela deixou a vaidade toda de lado, não se importa com a bagunça da casa, passa o dia todo de camisola, come compulsivamente e do nada, ela chora. Ela diz que a casa parece vazia, estranha. Diz se sentir sozinha e fico desesperado, não posso deixar meu emprego, não tenho como ficar ao lado dela 24 horas. Ela queria voltar a trabalhar, dei apoio, mas hoje, ela diz não ter coragem. Nas crises de choro, quando estou presente, sempre dou colo, tento conversar, mas me preocupo mais em ser carinhoso. Só que depois que ela para de chorar, fica agressiva com as palavras, não me quer por perto, me rejeita. Trago presente pra ela toda semana, chego do trabalho e preparo o jantar pra nós, tento estar todo o tempo que me sobra junto dela, morro de desejo por ela, mas não forço, digo todos os dias o quanto ela é perfeita, mas ela nunca está feliz e eu preciso fazer minha mulher feliz! A amo demais, Jana, meus colegas falam que sou novo, bonitão, que não tenho filhos ainda, que deveria pular fora deste barco, mas como? Não tenho coragem de fazer isso jamais com a Stella, afinal, ela me proporcionou os melhores momentos da minha vida e não lhe darei as costas agora, que ela parece não estar bem. Só tenho medo dela não me amar mais e não sei pra quem pedir ajuda. Não quero envolver a família dela, os pais dela me adoram e como eu não consigo fazer a filha deles feliz? o que eu faço? Me ajuda, por favor!"

Cláudio, querido, você existe mesmo?

Gato, estou avaliando seu e-mail somente, não conheço sua esposa, mas pelos "sintomas" que você descreveu, sua gata pode estar num quadro depressivo ou "depressão pós casamento".

Tá, existem sim mulheres, aliás, muitas, que depois que casam, se transformam em "trapos", mas geralmente, essas, já apresentam alguns "comportamentos de ralaxos" mesmo durante o namoro. Tipo, pega uma liberdadezinha e já não escova os dentes quando vai passar o final de semana na casa do bofe, ou se trancam num quarto na sexta e trepam loucamente durante três dias e nada de banho, água, sabão no corpitcho. Eu não classifico isso como excesso de tesão, tipo, "ah, quero aproveitar o momento, tomo banho depois". Paaaaaraaaa! Vão trepar debaixo do chuveiro, oras, mas lava com vontade "as partes que cheiram mal", porra!

Tem aquela que vive com as roupa do marido, moletom, camiseta de partido político ou do pesque pague ou daquela viagem que vocês fizeram a Salvador. Amiga, só é sexy ver a mulher com a roupa do homem naqueles filmes eróticos, sabe? Que a "santa que vira tigresa" coloca a camisa branca do cara, deixa uns botões abertos, pega uma xícara de café e senta sobre a mesa do escritório dele, tipo, "me possua de novo depois desse café". Pois bem, no dia a dia, a realidade é outra.

Cláudio, sua mulher não me parece "o relaxo em pessoa", eu ainda insisto na depressão. Isso dela dizer que sente a casa vazia, de se sentir sozinha, são características da tal "depressão pós casamento". É uma casa nova e ainda vazia de significados. Poucas coisas aconteceram nessa casa, é, parece estranha. É como se você estivesse fora do ninho. E aí, ela fica sozinha em um lugar que não parece o seu lar, não tem ainda o mesmo calor, nem o teu jeito, dá uma certa angústia e, as vezes, até vontade de voltar para o ninho.
Super normal acontecer isso, mas passa, acredite.

Só que, sua esposa, Cláudio, me parece estar com depressão e ponto. Se é pós casamento, pós qualquer coisa, eu não sei, afinal, não sou especialista.
Já tive depressão e olha, não desejo nem pra um cone! Você perde a graça por tudo e por todos, perde o objetivo, sente tristeza e vazio o tempo todo, chora por qualquer coisa, até se o frango estiver na promoção. E sabe o que é desesperador? A pessoa doente, não aceita que está doente. Sim, depressão é uma doença.
Na época, meu namorado dizia que eu precisava de ajuda de um psicólogo ou de repente, tomar algum medicamento, e eu tinha vontade de dar uma voadora no coitado. Só que ele, meus pais e irmãos, não desistiram de mim. Fui fazer tratamento forçada, lembro que na primeira sessão, minha vontade era de dar um mortal na psicóloga, mas depois... uffa, que maravilha!

Você parece ser um ótimo marido, amante e companheiro e não desista da sua mulher. Bora lá, é hora de ter aquela conversa séria com ela, fale tudo isso que você escreveu no e-mail, deixando sempre explícito, que você estará ao lado dela. Se ela achar que você está pirando ou não aceitar, seria bom você conversar com os pais dela, em particular, explicar o que está acontecendo. É importante ela ter a atenção deles agora. Se for depressão, ela precisa de ajuda, precisa de tratamento.

Não te conheço, Cláudio, mas se você for desse jeitinho que escreveu, tenho certeza que logo seu casamento estará 100% de novo e sua amada, renovada, linda!
Não deixe de elogiar, de dizer o quanto ama, de estar presente... isso é muito importante, TODA mulher gosta de ser cuidada, amada, aliás, não só as mulheres, mas sim, todos ou a maioria!

Tem gente que trata depressão como frescura. Quem dera fosse frescura!
A maldita vem e te pega do nada, mór cilada!

Viver com alguém que sofre de depressão, realmente é uma tarefa daquelas pancadonas, pesadas, nada fácil. Você tem que ter em mente que, não é uma questão da sua esposa "querer sair dessa", se for depressão, ela está doente. Você parece paciente e isso é ótimo. Converse e mostre a ela, as coisas boas que já aconteceu em sua vida, entre vocês, mostre as coisas positivas. A pessoa depressiva, costuma enxergar tudo "azedo", tudo negativo, tudo ruim.





Procure sobre essa doença, Cláudio e você saberá lidar melhor com a sua esposa. Mas já lhe adianto que, a culpa dela estar doente não é sua! Não é de ninguém! Você não pode salvar a vida dela, mas pode encorajá-la diariamente a procurar ajuda.


"Tristeza é um fenômeno normal que faz parte da vida psicológica de todos nós. Depressão é um estado patológico. Existem diferenças bem demarcadas entre uma e outra. A tristeza tem duração limitada, enquanto a depressão costuma afetar a pessoa por mais de 15 dias. Podemos estar tristes porque alguma coisa negativa aconteceu em nossas vidas, mas isso não nos impede de reagir com alegria se algum estímulo agradável surgir. Além disso, a depressão provoca sintomas como desânimo e falta de interesse por qualquer atividade. É um transtorno que pode vir acompanhado ou não do sentimento de tristeza e prejudica o funcionamento psicológico, social e de trabalho. " Fonte aqui.


Boa sorte, Cláudio, parabéns pela atitude e espero que você volte para nos dar boas notícias =)

Boa semana, gente gostosa
Jana Pupo

A paixão me pegou, estou ridícula.

By : Janaína Pupo


Oi, gente linda, tudo bom? Posso falar "daminhaintimidade"? Não? Então clica alí no "xix" a sua direita, porque vou falar assim mesmo ;)

Quem me conhece, amigos, colegas e até mesmo meus leitores fiéis, sabe que não curto muito a frase "fazer amor". Sempre achei muito mais excitante ouvir ou dizer: - vamos trepar, transar, foder... putarias do gênero etecetera e tal.
"Ah, vamos fazer amor". Nossa, me brocha(va), parecia coisa de casal bege, sabe? Daqueles que ficam super satisfeitos com um papai e mamãe (dos cansados).

E aí, bonitos e bonitas, que titia Jana, depois dos trinta, foi descobrir que está na fase ridícula (que ela achava) do "fazer amor, ser amada, divada, idolatrada". Não quero ser "comida, fodida, devorada", quero ser saboreada. Mas não o tempo todo, ao menos no começo do vuco-vuco e no fim. No meio, a gente inclui todas as sacanagens que adoramos (uiii, delícia).



Aí, com a experiência de vida, DA MINHA VIDA, logo saquei que estou apaixonada.
A paixão me deixa assim, cretina, sem juízo (digo, com menos juízo). E não é só paixão, sabe? Porque eu vivo com o bofe há tempos, o conheço muuuuito bem, o amo mais que dinheiro, mas a paixão estava lá, descansando e acordou de novo. Paixão e encanto + amor = tô feliz! É bão demais se apaixonar várias vezes pela mesma pessoa (e ser correspondida(o), óbvio)

Só que deixa eu confessar uma outra coisa pra vocês: a tal felicidade, que desejo sempre à todos, quando chega invadindo assim a minha vida, me causa um pouco de receio. Talvez por eu ser desconfiada com tudo, fico com o pé atrás, tipo, só esperando algo ruim acontecer. Quem tem cu, tem medo, né não? Mas não vai acontecer nenhuma tragédia, porra, para com isso, Janaína, sua louca!

É uma paixão "controlada", pois não me tira o sono, não me dá siricutico, insegurança de perder o bofe ou dele deixar de me amar, não sinto vontade de fazer loucuras, cortar os pulsos com faquinha de pão pullman, blá blá blá, nada disso. É uma paixão arretada de boa, quente, bem quente, quase fervendo, mas sem correr o risco de "derramar".

Aliás, dia desses comentei com um amigo, sobre o quanto diminui na comida, que até parece que fiz redução de estômago "espiritual", que alguém deve ter roubado um pedaço significativo do meu estômago enquanto eu dormia, porque nunca comi tão pouco.
Desde Outubro de 2013 que a "gula" me deixou. E aí, comentei que, eu estava muito lotada, cheia, quase vazando, DE AMOR e que talvez, por isto, não tinha espaço pra comida, senão né, vou explodir!

E ele concordou, sim, meus amigos são tudo lindos rsrsrs e disse que muito provável, eu esteja bem resolvida emocionalmente, sentimentalmente e, por isto, muito menos ansiosa, não sinto vontade de descontar na comida. Pois bem, ele tá é certo!


Não, gente. Minha vida não é cor de rosa, muito menos fácil e menos ainda "comum". E acho que isso que tem me feito tão bem, "o diferente". Detesto a mesmice.

Ahãn, mas pra que dividir isso no blog, Jana?
Porque eu quis, senti vontade, não posso? Ou só posso contar história triste, benhê, ou histórias alheias?

"Escuta: eu te deixo ser, deixa-me ser então."
Clarice Lispector

Tá, parei, mas a verdade é que eu fico ridícula apaixonada.
Quem mais?

Beijos e boa semana, delícias!
Jana Pupo.

Dicas, dúvidas, críticas e sugestões escreva para:
jana.pupo@yahoo.com.br

Meu namorado gosta de pés!

By : Janaína Pupo


Oi, gente linda, que saudade! Mas já estou de volta e bora colocar o blog em dia.

Seguinte, eu estava preparando o post sobre outro tema e chegou o e-mail da Serena. Como já ouvi outras garotas dizendo que acham um horror a pessoa curtir "isso", resolvi abordar esse assunto primeiro, ok? Vamos lá...

"Meu nome é Serena, namoro há 1 ano e amo muito meu namorado, mas desde que ele me fez uma confissão, nosso namoro balançou. Na Páscoa passamos com amigos, bebemos muito, terminamos a noite em um chalé e foi então que quase tenho uma crise de desespero quando ele disse que morria de tesão nos meus pés. Ele estava bebado, eu também, então preferi mudar de assunto. No dia seguinte, perguntei se ele lembrava de tudo e ele disse que sim, inclusive da confissão e então, tudo meio que perdeu a graça pra mim. É muito nojento isso, cara!Meus pés são limpos, bem cuidados, mas feios, como ele pode ter tesão em pé? Pé qualquer uma tem, até homens! Estou frustrada, porque sinto que perdi mais de um ano da minha vida, dedicando tudo a um homem que ama meus pés só. Ele disse que não entendo nada, que ele me ama inteira, mas não consigo acreditar, mesmo ele sempre venerando meu corpo. Me ajuda, Jana? O amo muito!"

Sereeeeeeeenaaaaaaa, acooorda mulher!

Você é devota da Santa Ignorância? Xiii, mó queima filme essa santa aí.
Menina, que absurdo é esse que você disse?Chamar seu namorado de nojento só porque ele curte seus pés? Aff, aff, mil vezes aff!
Desespero EU sentiria se o bofe dissesse que sente tesão comendo minha merda. Aí, filhota, eu poderia amar mais que dinheiro, mais que tatuagens, mais que sexo, mais que a própria vida, mas o amor iria por privada abaixo!

Amor e merda, não combinam, em minha opinião.
Mas não entrarei nesse assunto, pois da última vez que toquei nesse assunto aqui, um fulano apareceu todo revoltado, dizendo que eu era muito careta por achar nojento comer merda. Que a esposa dele temperava a merda para o amado, comendo milho., Aaahhh páputaquepariu! Sou careta, então, amigo! Careta até morrer!

Mas deixando o cu de lado e voltando aos pés... seguinte, Serena, eu também fiquei um pouco assustada com a minha primeira experiência com podolatria, mas não achei nada nojento. Ele era (É) um amigo, na época, eramos amigos coloridos e aí, ele veio fazer carinho nos meus pés, beijar, lamber os dedinhos e eu? Fiquei alí olhando aquela cena e achei tão, mas tão sensual, que passou para excitante e tive um orgasmo assim, com ele tocando os meus pés! Foi incrível! E não, ele não ficou fissurado loucamente SÓ nos meus pés, ele passeou por cada pedacinho do meu corpo. Ui, tá ficando erótico isso =P

Pois bem, deixamos os detalhes de lado. Esse meu amigo, que hoje é só amigo mesmo, que me despertou para esse mundo dos podos, mas tive poucas experiencias com outros.Serena, é bom demais ter um homem que nos ame da cabeça aos pés. É delicioso saber que você tem o poder de seduzir com os pés, mulher de Deus! Você acha seus pés feios e ainda assim, seu boy magia acha lindo, porque pra sentir tesão, é porque ele curte.

Dia desses coloquei umas sandálias usadas para vender e estão lá, sem vender até agora, sabe por que? Porque não tenho chulé!
Juro, os compradores ofereceram até um valor mais alto, mas tinha que ter chulé.
Mas nesse caso, o homem morreria frustrado comigo, pois chulé eu nunca tive mesmo e estou muito bem assim. Uma virginiana louca sentir odores ruins em seu corpitcho? JAMÉ!



Outras vezes homens pagaram por fotos dos meus pés. Simples assim. (sim, as fotos postadas são das minhas patinhas).

Não faz assim com seu boyfriend, Serena. Peeensaaa você em uma loja de sapatos, na companhia dele e ele lá, babando, admirando, ajudando você escolher? É tudo de perfeito!

Todo podólatra que conheci, foi blaster carinhoso comigo. Não tenho nada de ruim pra falar de cada um deles. E você sabia que tem mulher que também tem fetiche por pés? Pois é, nada de anormal!

Maaaaas, tenho colegas que conheceram podos que, literalmente, ficavam jogados aos pés e nada mais. O homem esquecia do resto do corpo da mulher, focava só nos pés e ficava lá, adorando!

Nesse caso, eu surtava e meu pé com toda certeza iria parar, no mínimo, na bunda dele. Porque se o cara é desses, avisa a mulher antes, porra! Só carinho nos pés não apaga o fogo da florceta. Não da minha.

Serena, as vezes, você está aí cheia de repúdios, de preconceitos e resolve entrar na onda do seu bofe. Aí, descobre que aquilo te dá um puta tesão, ou ao menos você acha fofo, bonito, gostoso. Sabe aquele ditado, não cospe pra cima, que cai na testa? Pois é, benhê!

Desesperada você deveria ficar se, ele exigisse comer seu furico ou fizesse chantagem dizendo que queria uma girafa na cama de vocês, que o maior tesão da vida dele é pela girafa, com aquele pescoção enoooorme. Pensa? Você não faz ideia de cada tesão bizarro que existe por aí, nem te conto!

Agora, se você é daquelas que sente aflição de ter os pés tocados, tenta. Se não conseguir, aí explica isso a ele.Não é legal você fazer algo só para agradar ao outro e nem deve. Mas nojo é uma palavra muito forte pra você se referir ao homem que você diz amar, né? Não tá com os pés na merda, na jaca ou na cova (cruzes). Não tem porque ter nojo, fofa!

Vai lá, dá o pezinho para o seu Louro, vai ser feliz e deixa de bestagem, minina!

=D

Podólatras queridos/as. Se falei alguma bobagem sobre esse universo, peço desculpa desde já e podem palpitar aqui para ajudar a esclarecer, serão bem vindos.

Beijos e boa semana, amores!
Jana Pupo

Dicas, dúvidas, críticas e sugestões escreva para:
jana.pupo@yahoo.com.br







Um jeito (BI) livre de amar!

By : Janaína Pupo


"Faz um tempo que não me relaciono como normalmente relacionam-se as pessoas.Já faz um tempo que não namoro (desses namoros ''de verdade'', sabe?). Já me apaixonei, embora algumas pessoas (estas principalmente mais próximas de mim) não possam acreditar. Não sou do tipo que consegue ''se entregar facilmente''. Sou meio dura na queda. Talvez seja um ''mecanismo de defesa'' que eu mesma criei durante para proteger-me."Sou'' do poliamor, amor livre, relação livre (há quem chame de ''putaria e safadeza'' e até mesmo suruba, não me importo com o que falam). Tenho um grupo de amigxs das quais sempre 'estamos juntos'... Sim. Fazemos sexo entre amigxs. Meninas, Meninos.. Todos alí, dentro de uma casa, todo mundo sendo um e um sendo todo mundo, rs (sim, com todos os cuidados possíveis e da forma mais limpa possível).Gosto de meninos e meninas? Sim.
Eu vivo assim já faz um tempo (nessa de Amor Livre/RLi/PoliAmo). Não ''sei me apaixonar''... Já tem tempo que isso aconteceu (ao menos até dias atrás, acho) comigo.. de querer e desejar estar apenas com uma pessoa, sabe? Eu sou do tipo que ''enche'' da pessoa, e o máximo de sexo que pode acontecer entre eu e uma outra pessoa é 2 vezes. E sou direta. Sempre chego falando a real, que meu negócio é sexo. que amanhã nem precisa me ligar.. (a menos que o sexo seja fodido de gostoso! aí, pensamos num segundo encontro). Deixo claro que alí, seremos apenas um pedaço de carne e pronto. Jogo limpo sempre!!
Conheci um Homem que, também é ''durão'' na queda! Não cai fácil nessa de apaixonar-se... Que faz tempo que também tá sozinho, Que também tem medo de relacionamento.. E sim. Que também é bissexual! :) Éramos amigos.. o conheci por um grupo de amigos... Resolvemos sair, e foi bom! Saímos de novo, depois de novo... Passei o carnaval inteiro com ele, conheci a mãe dele. Ele é um amor! =\ (PERIGO!!) Nos damos bem... é fantástico essa sintonia! Propomos um RLi, onde cada um pudesse fazer o que quisesse... Cabendo um ao outro dizer ou não se esteve com outra pessoa, no momento que o assunto ''fluísse''... Okay. Ficou combinado que seria assim. E que, se paralelo a isso aparecesse uma terceira pessoa que fosse bacana, que poderíamos trazer ''pra gente''... Parecia tudo certo. Tudo muito bem! Mas... Não sei. Parece que as coisas mudaram de uns dias pra cá... É como se estivéssemos distante.. Somos muito sinceros, abertos e falamos francamente um com o outro... Falei sobre essa ausência de nós e ele disse que também estava sentindo a mesma coisa. Eu gosto de estar com ele, ele me faz bem, me sinto fantasticamente bem ao lado dele. Poucxs me fizeram sentir assim. Tenho medo de perdê-lo! Mas, tenho medo também de relacionamento ''normal'', sabe? Eu quero ficar/estar com ele, mas, vem um medo do cão! Medo de quebrar a cara. Medo amanhã ou depois, ''dar merda''.. esses pensamentos me ''bloqueiam'' pra relacionamentos. Ele sabe que tenho medo. Ele acha que eu só penso em sexo, rs. Que sou "insensível", ele também tem medo de relacionamento, rs. (sim, somos dois cagões, rs) Nós dois gostamos, tenho certeza disso. (nossa amiga disse que ele realmente gosta de mim, mas, que ele tem medo. Gosto dele, mas, tenho medo de relacionamento. Gosto do meu jeito livre... O que acha? Fico, saio, peço alteração na ''proposta'' (endosso, rs).Me ajuda?"


Essa leitora eu conheço e quando ela me contou sua história, vibrei, juro hahahahahaha. Vamos chamá-la de Rita, ok?

Rita, querida, é o seguinte: titia Jana super aprova a escolha de cada um e achei bacana sua forma livre de amar =)

Só que minha flor, não sei se você sacou, mas tu tá numa cilada, amiga, TÁ APAIXONADA! Sim, está! E você sabe que paixão é um perigo, né? A gente pira o cabeção e quer viver aquela deliciosa história de todo jeito.

DIÁLOGO: o principal de tudo! Converse uma, duas, três, sete horas com ele se for preciso, ou dias, que seja, mas esclareçam tudo, o que rola ou não rola, o que ambos aceitam, porque todo e qualquer relacionamento, temos que abrir mão nem que for de algo mínimo, por conta da outra pessoa. É uma troca.
Você expondo, esclarecendo tudo, com transparência, a chance de dar certo é maior. Escute ele também, deixe-o falar tudo o que quiser. Inclusive, falem sobre o ciúme, esse, na situação de vocês, tem que ser um sentimento bem resolvido, bem controlado, você sabe. Relacionamento é como uma empresa, para não falir, precisa ter as "reuniões" semanais, quinzenais ou mensais (DR), tem que ter sim essa preocupação, porque senão, vai por água abaixo!

Os outros? Ah sim, os outros falam, julgam, alguns chamam de putaria, sacanagem pura, porque né, tem gente hipócrita pipocando neste mundo. Os outros são os outros.
E o mais bacana é que você e ele são BI, menina do céu, dá pra vocês viverem delícias! Vocês curtem as mesmas coisas, combinam!

Idealizar o amor romântico as vezes é mais sofrido, pode acreditar. Nos inspiramos em desenhos da Disney, em princesas e príncipes, em contos de fadas e aí, quando encontramos nossa tampa da panela, achamos que o ideal é agarrar, prender, pra não correr o risco da tampa pular e parar em outra panela. E é pura ilusão, usar de todas as cartas que estão na manga, pra tentar aprisionar o(a)parceiro (a), não adianta. Ouvi uma vez que, o que segura o gado, é a grama verde e gostosa, não a cerca. E é bem por aí.

"Amor só dura em liberdade, o ciúme é só vaidade..."

Entendo seus medos, mas acho que você não deve fugir desse bofe magia, pois de certa forma, ele mexeu, tocou em ti de um jeito especial, ou seja, ele tem algo diferente que se encaixa com o seu diferente, saca? Louco, mas afinidade é assim! Conversando, vocês chegarão em um acordo!

Aí, se você deixar de viver esse romance, o "será" vai te perseguir por um bom tempo: Será que eu devia ter tentado? Será que era ele o meu "cravo"?

Eu não suporto viver com será's, não posso, pois senão, nem meu faixa preta é capaz de controlar minha ansiedade, eu morro antes da hora =P

Rita, poderosa,termino esse post, deixando parte de uma letra de uma música do meu amado Raul Seixas. que diz:

"Conserve seu medo
Mas sempre ficando
Sem medo de nada
Porque dessa vida
De qualquer maneira
Não se leva nada
Se entregue a quem ama
Na rua ou na cama
Mas tenha cuidado"

Entendeu, gata?
Dessa vida, não se leva nada, então bora aproveitar (com camisinha, tá? ahãn, sou chata!)

Beijos, galere!
Jana Pupo.

Dicas, dúvidas, críticas e sugestões escreva para:
jana.pupo@yahoo.com.br

Kit gostosura =)

By : Janaína Pupo


Ei, gente linda, beleza?

Seguinte, essa semana está super, hiper, mega, master, blaster corrido e como não sou o Papa-léguas, acaba não dando pra fazer tudo ao mesmo tempo, sabecomoé? Pois bem, não consegui escrever para o blog, mas trouxe uma notícia legal.

Estou fazendo um sorteio na Fan Page do blog e o ganhador receberá esse kit gostosura, contendo um livro "Sexo, a gente lê por aqui" e um ovo de 350grs com casca recheada. Delícia, né não?

E para participar, é mamão com açúcar, basta clicar AQUI!

Beijos e boa sorte, gostosuras da Jana!
Pupo.

Dicas, dúvidas, críticas e sugestões escreva para:
jana.pupo@yahoo.com.br

Ela quer casar e eu não!

By : Janaína Pupo


E aí, meus amores, tudo bem?

Estão gostando dos post's da Rê aqui no blog, né? Eu também estou adorando =D

Gentemmm, seguinte: o povo manda e-mail, sabe que minha língua é um chicote, mas quem tá na chuva é pra se molhar, né não? Então, tá... bora tentar ajudar (ou destruir de vez) o namoro do nosso querido leitor.

"Jana, minha namorada vem forçando muito a barra pra gente se casar. Eu a amo demais, só que tenho 21 anos, ela 19, já estou terminando a primeira faculdade e pretendo continuar estudando. Ela passou agora no vestibular e acho importantíssimo ela se dedicar aos estudos nessa etapa e não a casa, roupa lavada, comida na mesa ou seja, só a nós dois, pois não tenho condições financeiras de bancá-la ainda, vivo com os meus pais, sou geek, mas pobre ainda. E esse é outro fato que me preocupa, eu ser geek, porque tenho a maior dificuldade com as garotas, essa é minha primeira namorada,minha primeira tudo, a amo demais, só que estamos juntos há dez meses, mas se digo que acho cedo, ela chora e diz que não a amo. Devo casar logo de vez, afinal dizem que o amor supera tudo, não é? É que eu não queria que fosse forçado, precipitado assim. Por favor, me ajuda!

OBS: Se for postar no blog, me chame de Sheldon Cooper, assim saberei que meu e-mail foi escolhido"

Cara, juro que eu estava lendo e levando o e-mail super a sério, tipo, sofrendo com você, mas quando li essa observação, meu amigooo...



Desculpa, gato, mas lembrei de todos os personagens do The Big Bang Theory e tipo, amo o Sheldon, mas ele é o mais insuportável da série hahaha. Tá, Sheldon legal, bora tratar do seu assunto.

Amigo, vem cá, não sei com você, mas comigo não rola fazer nada forçado, aliás, você já viu algo forçado dar certo? Pois é. Tem casamentos que, só ao ser anunciado, quem está de fora vê claramente que aquilo é uma cilada, tipo, vão casar pra separar. Tá, confesso que fico feliz quando a pessoa paga a língua, tipo, vê o casalzinho se enforcando, torce pra sair casamento, mas lá no fundo, tá só esperando pela notícia de separação e aí, para a MINHA ALEGRIA o casalzinho continua lá, firme e forte (hoje em dia, são poucos que vingam, mas tem).

Mas Jana, me ajuda, o que eu faço?

Então Sheldon Cooper, pra dizer eu sou a Penny e estou te dando um conselho, beleza?

Sou daquelas que grita aos quatro, sete, dezessete, quinhentos e um ventos que, NÃO DEVEMOS FAZER NADA FORÇADO PARA AGRADAR AO OUTRO, ainda mais se tratando de um casamento, né?  Os dois tem que querer, caso contrário, não rola meeesmo.

E gato, vocês estão juntos há 10 meses, DEZ MESES!
Fáfavô, é loucura demais! Vocês estão se conhecendo ainda, o amor, a paixão, o tesão, tudo está no auge.

Viver à dois não é mamão com açúcar, não, pode acreditar.  As responsabilidades triplicam, contas chegam todos os meses sem pedir licença. A paixão diminui,  você tem que se dedicar para não deixar o sexo cair na rotina, naquela coisa morna, horrorosa, você passa a ter os seus e os problemas do outro "pra segurar", tem que rebolar e abrir mão de certas coisas, pois o outro também abrirá por você (ou não), tem que aturar o mal-humor matinal dele(dela), discussões por pequenas coisas podem acontecer, tipo,a toalha molhada esquecida sobre a cama, um canal da TV nem sempre irá agradar aos dois,  mal-humor do nada, tipo, a pessoa peida e a cara feia vem junto, uma série de coisinhas que, se não tiver maturidade e muito amor pra segurar, a pessoa joga tudo pra cima e PEDE PRA SAIR! Enfim, tem que rebolar, pedir um bambolê de chá de cozinha, pra treinar todos os dias. Tem que comer 1 quilo de sal juntos pra ver se o amor não sai correndo pela janela.

Não estou dizendo: Sheldon, não case nunca, e sim, Sheldon, vai namorar e deixa pra pensar em casamento mais tarde.

Você não precisa ser rico ou ter o melhor emprego do mundo pra casar, mas ainda é cedo, muita água pode rolar. E que papo é esse de ser um geek e por isso tem dificuldade com as mulheres? Que mundo você vive, gato? Porque 'pesquisas feitas pela enxerida Jana Pupo, mostrou que, muitas mulheres sonham em ter um nerd ou Geek como boyfriend.

Pára de se apegar nisso, mocinho! Você não conquistou uma? Pois então, pode muito bem conquistar outras. Calma lá, não estou mandando você dar um pé na bunda da sua namorada, ok?

Muitas mulheres acreditam ainda que o casamento pode dar segurança, que ela vai viver aquele conto de fada que a mãe contava quando ela era criança, mas a realidade é BEM DIFERENTE. Calma, não estou dizendo que casamento é o inferno, longe disso, conheço muitos casais felizes pra valer, mas tem maturidade.

Conversa com sua namorada, deixa ela chorar, esgoelar, gritar, e aí explica a ela que você não está fugindo do casamento, que a ama pra caramba, mas que não está preparado ainda e se for necessário, seja firme e diga que você ainda  NÃO QUER! Você estará fazendo um bem danado para ambos, pois ela também é muito nova, melhor se dedicar aos estudos e ao namoro de vocês do que ficar lavando cueca, louça, cuidando de casa, estudando, que corre grande risco do que? Desgaste, reclamações, relação vai esfriando, o sonho pela liberdade, de tocar o foda-se e jogar tudo para o alto vai crescendo, e aí podem preparar a festa de separação.

Não estou generalizando, gente!

Essa é uma decisão que precisa ser bem pensada, planejada, tem ter uma estrutura financeira, cumplicidade, um conhecer bem o outro, porque aí as chances do casamento dar certo são maiores. Mas se você resolver satisfazer a vontade de sua garota, casar agora com uma mão na frente e outra atrás, vai fundo (eu acho loucura), mas estarei na torcida =)

E aí, Sheldon Cooper, casa ou repassa?


*

Beijos, minhas delícias
Jana Pupo 


Dicas, dúvidas, críticas e sugestões escreva para:
jana.pupo@yahoo.com.br

Banco Mundial de Genitálias. Perus e pererecas, sorriam!

By : Janaína Pupo

Oi, lindezas, como vão vocês?
Seguinte, que tal postar foto da sua bucetiiiiinha ou do seu cacete num site onde o mundo todo poderá apreciar (ou rir muito)? Tem coragem?

É sério, gente!

Como eu soube disso? Conversando com a linda e poderosa Shermann e detalhe, já falei sobre aqui no blog, mas o assunto foi abordado de outra maneira ;)

O site é o genitalia.me.Tem buceta e pau de todo jeito, alguns parecidos, mas repare que, nenhum é igual ao outro, todos são ímpares! Tem xota peluda, careca, penteada, descabelada, linguaruda, sem língua, greluda, as com grelos escondidos e tem umas que fazem até careta, que medo.
E pau também, tem os salsichões, os manjubinhas, os tortinhos, os cabeçudos, os pelancudos, fino, grosso, rosado, moreno, negro, uma infinidade (adoro).
E cada vez que você atualiza a página, lá vem peru e perereca nova, móóór legal.

As fotos são postadas anonimamente, bem melhor do quer dar nome pra(o) amiga(o), né? Tipo: florceta Janinha ¬¬









Mas enfim, me conta, você tem coragem de postar sua foto no BMG? Se sim, antes de entrar no site, vai lá e, bate uma foto bem bonita da sua xeca ou pau, mas não esqueça: SORRIA!

Fiquei aqui pensando... será que tem quem coloque (ou tenta) foto do cu?
Vai sabá, né não?

Ahhh, o Feicibuqui do BMG está aqui =)
E olha o recadinho deles"pra nóis": O Banco Mundial da Genitália tem o prazer de anunciar que agora todos podem mandar suas genitalias diretamente do conforto de suas casas (ou de qualquer lugar em que estiverem seus equipamentos eletrônicos conectados a internet)!
Envios em .JPG !

Virxi, e aí, quem quer ter a genitalia admirada por geral?

=D

Beijos, meus amores,
Jana Pupo

Negão mal-dotado.

By : Janaína Pupo



"Meu nome é Patricia e meu sonho sempre foi sair com um negro por causa da fama deles terem o pau enorme, só que sempre tive receio, medo de doer muito, porque meu ex-namorado tem 18cm e já me preenchia demais. Depois que terminamos, finalmente consegui marcar um encontro com o meu primeiro negão e não fiquei fazendo charme, ele me convidou para o Motel e topei no ato. Só que, quando finalmente eu ia ficar cara a cara com o que eu mais desejava, tive a maior frustração da minha vida! Juro! O negão tinha o pau menor, uns 14cm e mais fino que o do meu namorado, que era branco azedo! Achei que pudesse estar mole, mas não, estava duro, era só aquilo mesmo. Foi frustrante. E não entendo, o cara era bem negro mesmo, alto, bem alto, forte, como pode? Como faço pra saber que tipo de negro tem o pênis enorme igual aqueles de filmes? Me ajuda?"

Patricia, querida, você tem outros sonhos, né? O_o

Menina, então quer dizer que você foi toda, toda, crente que ia dar de cara com uma anaconda e sai da cueca uma manjubinha?

HAHAHAHAHAHAHAHHAAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAAHHAHAHAHAHAHA
Que cosa triste!

Mas amiga, vem cá, você conhece pouco de cacete, né? Deixa eu te contar uma coisa: Pau não é tudo igual para cada tipo de raça, ou você acha que todo branco azedo tem o robalo igual do teu ex? Que todo japonês tem "caralhinho"? Tenho colegas fissuradas em homem dos olhos rasgados e elas dizem que já pegaram japonês pauzudo, eu já vi japonês pauzudo, então benhê, não podemos generalizar NADA!

Patricia, você sonha (ou sonhava) sair com um negro porque quer levar um "papo reto" com o Kid Bengala, mas minha frô, teu ex tem 18cm de vara, tá bão não? Você tá desejando o que? Uns 28cm? Eu hein!

Já tive o prazer de sair com negros, donos de belos cacetes, mas nada de anaconda e já saí com branco que, quando vi aquela cobra Píton crescendo pra cima da minha Janinha, quase gritei pelo Tarzan!

"Como faço pra saber que tipo de negro tem o pênis enorme igual aqueles de filmes?"

Simples. Você chega no negão e pergunta: você tem pauzão?

Fia, desencana disso. Não é o pau o responsável pelos fogos de artifícios que você vê quando goza, é O DONO DO PAU!

O cara pode ter "um mini ganso" entre as pernas e foder gostoso pra caramba, porque a foda é o todo, não só o pau na buceta, saca?
Aí vem aquele com o pau grandão e acha que é só socar pra dentro e pronto.
Tá, não estou generalizando, tem homem pauzudo que manda bem, mas juro, tamanho realmente não é documento.

Patricia,  se você NECESSITA, QUER, matar sua vontade, se isso vai te realizar, o negócio é: ou arrisca, saindo com outros negros, até achar seu "cano dos sonhos"  ou vai nos classificados, procura "um michê" com um "robalão trincando" e bota a cobra pra entrar no buraco.

Mas óóóóó, NÃO ESQUECE A CAMISINHA, HEIN? Existe extra grande =P



Jana Pupo.
Dicas, dúvidas, críticas e sugestões escreva para:
jana.pupo@yahoo.com.br


Calcinha menor que a minha.

By : Janaína Pupo


Aí, quando você pensa que já viu e viveu de tudo, eis que a vida, o destino, a puta que pariu o mundo, te apronta outra.
Sabe aquele bofe Friboi, que para tuuudo onde passa, é o sonho de consumo até de quem não curte linguiça? Pois é, meu bem, caiu um desse na minha rede e euzinha, que não bebo, não uso drogas, estava sã e sendo xavecada pelo boy magia da balada, ahh, já sou toda empinada , quem me conhece sabe, pois naquela noite quase pareço uma pipa!

No segundo encontro, aceitei o convite de ir a sua humilde residência conhecer a decoração (ahãn, finge que acredita). Gente, o cara morava sozinho numa casa que, eu teria que trabalhar três vidas pra poder comprar metade do terreno hahahahahaha (ok, exagerei, duas vidas). 

Chega de lero lero, vou direto ao ponto constrangedor. O bofe me leva para um quarto que parecia de jogos e o lençol era algo como twister. Mano, eu padeci as poucas vezes que brinquei nesse tapete NO CHÃO, não curti ficar com meu bundão na cara alheia, mas enfim.

Na hora que vi aquilo, fingi que aquele lençol era suuper tendência, super normal e já que era uma suíte, fui ao banheiro com a desculpinha de me arrumar pra ele (e realmente ia, uma lingerie bonita faz bem, né?), mas aí, meu povo e minha pova, lá dentro do banheiro, começo ouvir o maior pancadão tocando no quarto, parecia uma balada. Saí de mansinho, de lingerie, mas com a toalha enrolada no corpo e quando olho pra cama, aquele baita homem desejado por geral, estava de quatro sobre a cama, com um fio dental VERMELHO atolado no rego, dando palmadas na bunda e quando me viu, gritou: "Vem, gostosa! Bate na bundinha do seu hominho, bate!"




COMÉQUEÉ? HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA (toma fôlego) HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA (quase levo um tapaleco nas zoreia).

Eu ri, gente. Ri tanto, a ponto de apoiar na parede e agachar até o chão, porque a barriga doía de tanto dar risada. E não foi proposital, fui pega de surpresa, poxa!  Nada contra, mas aquele leão estava mais pra carneirinho.O cara usava
uma "calcinha" menor que a minha, porra! Não me contive, foi mais forte que eu, e casquei o bico, ri de chorar.

E o bofe? Levou-me pra casa, não provou da minha Friboiceta, porque depois dessa, minha "menina" secou de vez e claro que nunca mais ele quis me ver. Na verdade, acho que ele fugia de minha pessoinha, pois deixou de frequentar os mesmos bares e baladas e cada vez que a gente se esbarrava, ele ficava tão sem graça, que parecia uma flor murcha. Talvez tivesse receio de eu comentar com algum dos seus amigos ou com alguém... que isso, sou discreta, só conto no blog hahahahahahaha.

Óóóóó lá, tá vendo como o diálogo é SEMPRE fundamental? O boy magia podia ter preparado o terreno, falado que curtia se transformar no Tarzan versão moderna, com aquela sunguinha fio dental no rabo, porque aí, certeza que eu levaria numa boa. Com conversa faço até plantação de cenoura, mas poxa, não chega chegando sem falar nada, porque dependendo da surpresa, ahhh, eu vou rir mesmo... melhor do que chorar.

Jana Pupo

Dicas, dúvidas, críticas e sugestões escreva para:
jana.pupo@yahoo.com.br

- Copyright © 2013 Janaina Pupo - Traduzido Por: Template Para Blogspot