Posts Populares

Postado Por: Janaína Pupo 6 de jun de 2011

Imagem retirada da net

Olá meu povo querido.

Hoje não vou ficar de lenga lenga, vamos direto ao assunto porque o papo é sério e espero ajudar mais uma leitora querida.

“Meu nome é Sofia e tenho 25 anos. Namoro há quatro anos. Meu namoro sempre foi bom, o sexo muito satisfatório e fazíamos de tudo para não deixar cair na rotina. Realizamos muitas fantasias juntos e o maior desejo do meu namorado era participar de um ménage feminino. Eu nunca descartei a idéia, mas no fundo morria de medo de acabar gostando de ter outra garota na nossa cama porque sempre que assisti filmes pornôs, a parte que mais me excitava era quando mostrava duas mulheres se acariciando. Decidimos realizar o ménage e foi com uma garota que conhecemos em uma balada, ou seja, uma desconhecida. Posso garantir que foi a experiência mais marcante e satisfatória da minha vida, eu nunca senti tanto prazer, mas fiquei assustada por ter sentindo todo aquele prazer com uma mulher. Desde que isto aconteceu, minha vida virou de cabeça pra baixo. Comecei a olhar as meninas com outros olhos, com desejo. Na internet fico babando em fotos de garotas. Fui a uma boate com o meu namorado e comecei a flertar com uma mulher linda, sem que ele percebesse e fiquei com muita vontade de beijar aquela mulher, de ir pra cama com ela. Achei que era coisa da minha cabeça e um dia, conheci uma menina na internet, conversávamos pelo skype, ela ligava no meu celular e o desejo, a vontade de estar junto dela só ia crescendo. Marcamos um encontro e foi maravilhoso. Prometi que terminaria com o meu namorado, mas Jana, estou muito confusa e por isto sumi da vida desta menina e estou sofrendo, porque chego a pensar que a amo. Não transo mais com meu namorado, esfriei e quando ele tenta me tocar, sinto nojo. Estou desesperada, não posso ser gay, eu sempre fui normal, sempre fiquei com meninos. Ta certo que quando eu era criança adorava ver minhas bonecas casando entre elas, detestava cor de rosa e adorava brincar de médica com as minhas vizinhas. Mas isto é coisa de criança! Na adolescência eu me excitava ao ver minhas amigas trocando de roupa na minha frente, mas isto acontece com muitas adolescentes por causa dos hormônios.Como vou falar pra minha família que gosto de meninas? Imagino a decepção que seria para os meus pais que sempre sonharam em me ver casar, ter filhos, ter uma família de verdade. E meus amigos? E a sociedade? Como todos vão passar a me encarar? Você já saiu com meninas, Jana? Acho que muitas garotas já fizeram isto e é normal ficar confusa, não é? Quero terminar meu namoro porque descobri que eu não o amo mais e ele está falando de casarmos ano que vem. Eu não quero casar com ele, não estou pronta, mas ao mesmo tempo penso que posso estar jogando uma boa oportunidade no lixo. Ele é bom pra mim e me ama. Me ajuda, Jana! Isso é só uma confusão boba que vai passar, não é? Será que sou lésbica? Diz que eu não, por favor!”

Sofia, minha flô, ta sentada?
Então senta porque é a minha vez de falar, ou melhor, escrever.

Quer dizer que no fim desse ménage quem recebeu "um belo presente" foi você. Quem diria, hein? Maravilha!
Imagino que você realmente esteja bastante confusa, mas basta você ler tudo o que escreveu neste e-mail e verá que tua resposta está entre suas próprias palavras.
Ok, talvez você esteja cega, mas tentarei limpar seus zóinhos e quem sabe te acalmar.

Vem cá... quem disse que ser gay é ser anormal?
Você disse que é normal e lhe adianto que, se você preferir as meninas, continuará sendo normal, oras!

Pelo o que você descreveu, parece que gosta sim do sexo feminino ou de repente, você pode ser bissexual, mas quem sou eu para afirmar isto?

Você mudou seu comportamento com o teu bofe, disse que não o ama mais e o que me preocupou foi essa história do casamento. Acho que o melhor que você tem a fazer agora é terminar este namoro. Casar só porque o fulano é bom pra você e te ama?
Roubada! Barco furado! Sai fora!

Se futuramente você achar que é com ele que você quer ficar (o que eu acho improvável), aí sim você tenta reatar o namoro. Hoje você está aí cheia de dúvidas, mas no fundo você sabe o que realmente quer.

“Mas eu não entendo como só agora fui ter interesse por mulheres.”

Nem tudo é para ser entendido. Ao invés de você tentar entender, tente se descobrir e se você for lésbica, bora se assumir e ser feliz!

Na minha visão cada um já nasce do jeito que é (é só minha opinião, ok? Não estou bancando a metida à psicóloga).

Você citou parte da sua infância e da sua adolescência.
Querida, eu sei bem como é isto dos hormônios estarem à flor da pele, mas na minha adolescência, quando eu via alguma amiga pelada, não a desejava, nem me excitava... eu queria era morrer de raiva caso alguma delas tivesse o corpo melhor que o meu e ficava desejando, praguejando mesmo, tipo: “Tomara que estoure estrias nessa barriga tão perfeita” ou “Santa Celulite, venha habitar no corpo desta criatura”.

Aquela coisa de competição de beleza entre meninas, sabe? Aliás, mulher adora competir com a outra, uó!

“Imagino a decepção que seria para os meus pais que sempre sonharam em me ver casar, ter filhos, ter uma família de verdade.”

MIACABO, fico passada no comfort quando leio coisas deste tipo.
Darling, gostar de meninas quer dizer que a pessoa não poderá se casar, ter filhos, uma família de VERDADE?
Ah sim, família de verdade você terá casando com o teu namorado e vivendo infeliz, né não? Ter um casamento de aparência (mais um, pois existem tantos casamentos assim), fingir que são felizes igual o casal da propaganda de margarina.

Para com isto! Alôôôuuu?!

Você pode ter uma companheira (ficou tão Lula isto), ter filhos (inseminação artificial, adoção), uma família feliz, com direito a animais de estimação, churrascos, feijoadas, viagens, passeios no parque e tudo o que qualquer um tem direito!

Respondendo sua pergunta, eu não fiquei com garotas, mas já recebi boas cantadas. Nunca senti atração, nem vontade e não digo que “dessa xota eu não beberei”, porque a vida é cheia de surpresas e vai que um dia eu queira, eu sinta vontade de provar “da Eva”?
Conheço casos de mulheres que depois de anos de casadas, largaram seus maridinhos para dividir o ninho de amor com outra mulher e são felizes.
Se esse dia chegar, vontade eu não passo, não mesmo. Só que até hoje, nunca tive interesse nas fêmeas.

Eu não tenho como afirmar que você é lésbica, mas acho ótimo você estar se questionando. Só que não vale se questionar a vida toda, por medo ou por pensar no que os outros vão achar. Acho que a resposta já está prontinha dentro de você, só que antes de qualquer um, você precisa se aceitar (lésbica ou não – bi ou não).
Talvez, o auxílio de um profissional (psicólogo) possa te ajudar e muito a trilhar este caminho de autoconhecimento.

“E meus amigos? E a sociedade? Como todos vão passar a me encarar?”

Eu estaria mentindo se dissesse que será tudo um mar de rosas, que todos irão comemorar e achar ótimo que você, de repente, goste de meninas.
Pra família pode ser um baque, mas por bem ou mal, eles terão que aceitar, você não deixará de ser a mesma Sofia de sempre, eles não deixarão de te amar.

Quanto aos amigos, você saberá quem realmente é seu amigo. Alguns podem te dar as costas, mas os verdadeiros ficarão ao seu lado.

A sociedade? Foda-se! Se você for se preocupar com a sociedade, você não vive, pois o preconceito existe e está sempre presente.
Esse povo “que se diz” hetero e que se acham os melhores, bando de filhinhos de papai, que saem na rua caçando homossexuais para surrar. Isso faz meu sangue ferver. Detesto homofóbicos!

Eu bem sei o que passo por ter um estilo (visual) fora do padrão. Tem quem me aponta e xinga, tem quem me ache uma perdida, drogada e vadia. Eu gosto do diferente, o igual me enjoa! Não vou mudar minha aparência por causa da sociedade, nem a pau Juvenal!

Sofia, se analise, mas não deixe isto virar uma obsessão. Viva cada dia, permita-se.
No fundo, nós temos as respostas pra tudo.
O que não pode é você viver uma mentira para agradar os outros, isto nunca! Enquanto os outros gozam da vida você se lamenta? Eles que vão praputaquepariu!

Tem um documentário que o estúdio Pixar fez com vários de seus funcionários dando depoimentos, chamado “E tudo vai ficar melhor”. É muito bom, vale à pena conferir, é só clicar aqui.
Inspirado neste projeto, André Matarazzo e Gustavo Ferri fizeram um curta-metragem chamado “Não gosto dos meninos” que mostra histórias de brasileiros gays, bis, trans ou “qualquer outra sigla que tenta definir o que não precisa definição”. O vídeo está aqui.

Ser gay não é uma doença, não é ter um demônio no corpo (como diz alguns religiosos), não é falta de vergonha na cara, não é anormal, não é uma opção, apenas É!

“Eu sou magra – Eu sou gorda – Eu sou negra – Eu sou branca – Eu tenho cabelo liso – Eu tenho cabelo crespo – Eu sou ruim – Eu sou boa - Eu sou hetero – Eu sou gay – Eu sou, eu sou, eu sou”

“Dentro de nós há uma coisa que não tem nome, essa coisa é o que somos.”
José Saramago.

Vixi que o papo hoje foi sério, heim minha gente?

E vocês, o que acham do caso da Sofia?
Se ela realmente for lésbica (ou bi) tem mais é que "sair do armário" e ser feliz, né não?


Link
Beijos e boa semana, gente!
Jana Pupo.

Dicas, dúvidas, críticas e sugestões escreva para:
jana.pupo@yahoo.com.br

Meu twitter
=)

{ 41 comentários... read them below or Comentario }

  1. O preconceito é phodido..., ai o que diz meus amigos, meu pai ou minha mãe, essa é a grande questão, o que os outros possam pensar.

    Eu Jota, ironizando direi, que dessa xota eu beberei.

    ResponderExcluir
  2. Putz...Sofia minha querida...gozo tem sexo????? Prazer tem sexo???? vá gozar muito e ser feliz criatura...
    Mas que mania que todos querem achar um pq ou uma razão para tudo...viva o momento e o restante que se f.....

    Amada essa vida de consultora é complicada né...primeiro elas reclamam que ninguém dá atenção...que são feias, frigidas, etc...e quando estão com o desejo e o prazer em ebulição...pronto...querem entender o que não se explica e apenas pode-se sentir e viver...

    Amada ameiiiiiiiiiiii...vc é show...
    Olha estou te esperando aqui para fazer sua revista...vai ficar linda de viver....
    Tenha uma semana deliciosa minha gatona...e olha...estou sempre contigo para tudo viu...adoro vc e te considero umas das melhores amigas que tenho aqui na blogosfera...
    bjs amada...

    ResponderExcluir
  3. bom eu penso que ela mesma já respondeu sua propria dúvida...
    tem gente que demora mto tempo p cair a ficha que é homossexual..
    tem os que inclusive casam e um dia descobrem e passam a viver uma vida dupla..
    ela tem q levantar as mãos aos céus e agradecer q ela não casou, que ela ainda ta em tempo de se descobrir..
    para mim o próprio relato dela mostra que a vida toda ela preferia meninas..
    eu como a jana disse nunca tive interesse em mulher,nem na adolescencia..
    acho que ela foi tentando esconder isso de si mesma pq n queria aceitar..a gente sente nisso na parte que ela fala que tinha medo de experimentar pq sabia que ia gostar..uma boa seria ela ver aquele filme, que agora n me recordo o nome..vou lembrar e depois volto aqui..
    que a atriz principal era casada e se descobre apaixonada por uma amiga..
    e começa a se questionar tb..
    olha sofia vc tem que assumir como vc é..n adianta casar com um cara que te ama se vc n ama ele..
    e outra..se vc encontrou uma mulher q mexeu com vc e gosta dela investe nisso..
    uma boa maneira de vc saber o q realmente quer é ir a fundo nisso..e n tentar sufocar isso em vc como fazia antes..
    espero ter te ajudado beijos

    ResponderExcluir
  4. É sempre complicado opinar sobre o que uma pessoa deve ou não fazer da própria vida. As coisas que são fáceis pra mim, podem ser dificílimas pra outra pessoa e vice-versa.

    Mas uma coisa dá sim pra dizer: lésbica ou não, bi ou não, temos que buscar aquilo que nos faz feliz, nos deixa bem conosco mesmo e que nos torne uma pessoa boa para as pessoas ao nosso redor. E isso independe da política, da religião, do sexo ou da orientação sexual... O importante é ser feliz!

    ResponderExcluir
  5. Sou a favor do seja feliz e o resto que se FODA,ninguém vai viver a felicidade por mim,nem o saco cheio se estiver vivendo o que não é.
    Antigamente eu ligava muuuito pro que o povo diziam,mas hoje? minha cara pra eles u.u
    Hahaha!
    Sempre ótimo te ler,Jana!
    Beijo beijo.

    ResponderExcluir
  6. SIGNIFICA!


    Sofia, querida, como assim "sempre fui normal"? Oq há de anormal em ser gay ou bi? É algo tão normal qnt ser hetero, qnt respirar! Vc precisa é aceitar que isso é normal!

    Decepção pros seus pais? Pensa na sua decepção de ter vivido uma vida que não é sua, pra ser recalcada e agradar a sociedade "tradicional"! É como a Jana disse, não será fácil! Mas eu acho que no fim, vai valer a pena só se vc agir de acordo com oq vc sente!

    Não posso dizer oq é certo ou não, nunca passei por isso, mas como uma menina hetero eu só posso dizer que um hetero não fica excitado com alguém do msm sexo trocando de roupa! Nem na adolescência, nem na infância, nem na velhice... Qnd eu tava na facul tinha um casal de lésbicas que todo dia me encontravam sentada no jardim, sentavam do meu lado e ficavam se agarrando jogando olhares... Pra mim era indiferente! Ai q eu percebi q não vejo um casal gay como algo extraordinário. Não me excita nem me causa preconceito.

    Eu ACHO q vc é Bi, mas não sou especialista pra afirmar e isso só vc pra saber e a melhor dica que posso te dar é essa, busque se descobrir e ser feliz...

    Outra coisa, não veja o casamento com esse cara como uma oportunidade! Casamento não é um negócio, ok?! Pense bem antes!

    ResponderExcluir
  7. hahahaha ai ai viu.
    É cada uma que parece duas hein Jana.
    Eu axo q a Sofia deve sair do armário logo e parar de enganar o namorado dela.
    Assim como ela, ele tb merece ser feliz com quem quer ficar com ele não é mesmo.

    Sai dessa Sofia, o preconceito esta na mente de cada um. Viva tua vida e que se dane o resto.

    Beijoss Jana !!! Boa semana de namoradinhos pra ti =D

    ResponderExcluir
  8. Oi Jana, que bom que vc abordou esse assunto.
    Sou lésbica e acredito que nasci assim. Na minha infância e adolescencia eu tbm admirava as minhas amigas. Só fui me assumir com 33 anos depois de muitos relacionamentos falidos com homens. Eu sabia que eu era mas não tinha coragem de enfrentar. Contei para a minha família, meus pais no começo não aceitaram, mas hoje estão sempre do meu lado e adoram a minha esposa. Temos uma filha linda e somos uma família feliz. Ficar no armario não dá porque passamos o tempo todo frustradas. Adorei o que você disse "Ser gay não é uma doença, não é ter um demônio no corpo (como diz alguns religiosos), não é falta de vergonha na cara, não é anormal, não é uma opção, apenas É!"
    Eu sou gay com muito orgulho.
    Parabéns Jana, so sua fã!

    ResponderExcluir
  9. Cara acho que tu já nasce sabendo do que gosta,mas como a sociedade é preconceituosa,pode acontecer isso,depois de um sexo o com o namo e uma outra gata,ela se sentir atraida pelo mesmo sexo!!Ela pode ser bi!!Bom o negócio é ser feliz!!bjs lindona

    ResponderExcluir
  10. Enquanto se preocupar no que os outros vão pensar ,vão dizer e etc a sua felicidade vai esta sempre um passo a sua frente e vc nunca á alcancará ...pare pra pensar no q realmente vc sente o que vc quer o que te faz feliz .Seja o q vc quizer ser por vc e não pelos outros linda!!Jana parabens belissimo texto !!!bjus

    ResponderExcluir
  11. Ei Gata? Cadê a mulher-cachoeira que você me prometeu. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    Beijos Gatona.
    Conde.

    ResponderExcluir
  12. Que coisa...
    O importante é não se martirizar por causa do que os outro vão pensar, hoje em dia está tudo tão moderno,cada um sabe do que gosta e o que faz feliz. Só não podemos esquecer das consequencias que ,querendo ou não, com certeza virão, e tem que estar preparado.

    Jana, passa la no blog beijossssss

    ResponderExcluir
  13. Primeiramente parabéns pelo blog que sou fã de carteirinha.
    Toda semana lemos juntos seus posts e a partir de hoje vamos começar a comentar.
    Somos casados e já fizemos menage feminino, foi onde descobri que sou bi. Também fiquei igual a ela e levei para a terapia. Realmente quando eu era adolescente era igual a você, via minhas amigas como irmãs...rs...e nunca desejei.
    A Sofia tem muita característica de homossexual, mas está com medo de se assumir devido a sociedade preconceituosa que vivemos.
    SE JOGA SOFIA E VAI SER FELIZ.
    Bjocassss

    ResponderExcluir
  14. Ser gay não é coisa de Deus é um demonio que habita na vida da pessoa.Eu era gay e fui curado hoje sou uma pessoa normal.
    Abraço do Wanderson.

    ResponderExcluir
  15. Amiga adorei d+ o post.Ela não temq se envergonhar do q sente por outra mulher,na vida o q vale é se assumir e ser feliz seguindo em frente,adorei mesmo espero q ela se resolva logo.Bjkssssss

    ResponderExcluir
  16. Oi Jana tudo bom?
    Mulher você é demais, estou apaixonado pelo seu jeito de escrever.
    Meu nome é Carlos e fui casado durante 31 anos. Nos divorciamos e nas andanças da vida acabei conhecendo um novo amor, mas não era uma mulher e sim um homem. Nunca me imaginei gay e hoje encho a boca pra dizer EU SOU GAY. Casei novamente e sou feliz como nunca fui com o meu Adão hehehe.
    Parabéns menina! Te lendo parecia que eu estava em um café batendo altos papos com você.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Augusto Auricélio Imaculado Soares7 de junho de 2011 06:18

    bom, acho q ela tá bem confusa então ela deveria fazer uma terapia com psicanalista q bem provavelmente ela conseguiria descobrir afinal o q ela é, daí ela resolve se quer mesmo ficar com o namorado ou separar dele.
    Janaina Pupo, eu estou com um problema, minha namorada tem um cheiro forte na vagina e quando transamos ela peida tanto q o cheiro é de carne podre. Isso me incomoda e tenho medo de falar pra ela pq ela é cheia de mimimi e fica toda encabulada, e eu não quero terminar o namoro, e agora ainda pra completar, ela tá com mau halito e quando abre a boca, o cheiro é de boca de lobo, manja aquelas bocas de lobo de rua onde escorre a água da chuva né? Não sei o q devo fazer, acho q vou ter q acabar contando pra ela mais é q cada dia tá piorando, os peidos estão aumentando, antes ela peidava de vez em quando, agora é toda hora, mesmo quando não estamos transando mais quando estamos, é pior, pois cada vez q tô lá enfiando e mexendo,acho q ela não consegue controlar o intestino e o peido sai alto e cheirando couve com alho e carne em decomposição. Queria muito resolver isso pq eu amo ela e pretendo me casar. Obrigado e até a proxima

    ResponderExcluir
  18. Augusto Auricélio Imaculado Soares7 de junho de 2011 06:21

    Janaina, vc acha q minha namorada pode estar muito doente? Tá certo q peido não cheira flores do campo mais cheirar carne podre com couve e alho é foda, e a vagina tem um cheiro parecido, parece q está em putrefação. Desculpa se parece brincadeira isso q escrevi mais eu juro q é verdade, vc não imagina como me sinto e a situação que me encontro, já pensei em procurar ajuda psicanalística pra mim pra ver se eu consigo encarar ela e contar tudo, mais meu caso é bem śerio, tenho medo q ela esteja com alguma doença grave e não saiba

    ResponderExcluir
  19. Bom,,,talvez seja dificil a pessoa se aceitar nessa descoberta,,e o maior preconceito mora por ai,,,mas depois de passada essa fase,,,o importante é ser feliz,,,seja lá qual for a opção....grande beijo de bom dia pra ti minha querida amiga...

    ResponderExcluir
  20. o importante é ser feliz... não sou gay, mas tbm não sou homofóbico.faço teatro há 6 anos e tenho muitos amigos e amigas gays. digo que quando a pessoa se assume, fica muito mais feliz consigo mesma, muito mais leve. independente de qual for a sua opção sexual, não passa disso uma OPÇÃO. esqueça o que o mundo quadrado pensa sobre isso e seja feliz ^^

    ResponderExcluir
  21. Acho que o conceito familia,respeito, certo ou errado estão cada vez menos valorizados , todos estão apenas em busca de prazer, êxtase etc. Nem todas as nossas fantasias e desejos sexuais são saudáveis e de bom caráter. Ter dado crédito ao namorado ao realizar seu desejo em praticar o ménage, acabou por destruir um relacionamento onde ambos poderiam ser felizes com certeza, e criou tandas duvidas em sua mente, que aposto que só trouxe infelicidade para ambos.

    ResponderExcluir
  22. Vale a pena ser feliz SEMPRE e em qualquer situação....

    Como sempre adorando ler você, Lindinha Pupo!!!!

    bjsss

    Catita

    ResponderExcluir
  23. Tem selinho pra vc no meu Blog (:

    Beijoos!!

    http://pathyoliver.blogspot.com/2011/06/selinho-comemorativo-400-seguidores.html

    ResponderExcluir
  24. Deixa que tudo aconteça, desfruta, ama todos os prazeres e nada de preconceitos porque a vida é tua!!! Goza intensamente... vai além do infinito!


    Beijos!
    AL

    ResponderExcluir
  25. Nossa, tava dando uma lida no blog inteiro... é muito bom, conteudo massa...
    vou passar mais aqui, você da umas dicas que mesmo eu não fazendo uso de uma maioria, mas são muito boas...

    ResponderExcluir
  26. Retribuindo carinho!
    Postei um vídeo, queria muito que você podesse avaliar, e se inscrever se gostar!
    Link: www.youtube.com/user/kahmenezees

    Beijos, Káh.
    www.universoblue.blogspot.com

    ResponderExcluir
  27. Jana, você foi brilhante ao mostrar que a resposta para a leitora estava justamente em sua pergunta dissertativa. E você foi muito feliz ao fechar com este fantástico Saramago, Jana. Tem mais: Você vai ao meu blog e me enche de elogios e carinho e quando venho aqui vejo que foi brilhante mais uma vez. É muito. Estou honrado por lhe conhecer, linda. Um forte abraço lamentavelmente virtual!

    ResponderExcluir
  28. Passando para te desejar um magnifico dia dos namorados caprichado e surpreendente.

    Ah... esperando sua adoravel visita ao novo blogger.

    DARK

    ResponderExcluir
  29. nossa, que maravilha essa sessão ajuda. adorei! ÓTIMA SACADA.

    segura aí que qualquer dia te envio um drama meu, e olhe que são muitos.

    beijão.

    ResponderExcluir
  30. Eu acho que hj em dia com essa liberação sexual(acho q posso dizer assim) as coisas andam meio confusas pra quem tem medo de julgamentos...se vc é um rotulo se joga, se vc é mulher que gosta de mulher se joga...o negocio e ser feliz...pq ate dentro de padrões vc é julgado 24 hrs...

    Familia quando ama apesar do choque que é inevitavél apoia e quer ver a felicidade então COMPANHEIRA vai ser feliz !!!!

    ResponderExcluir
  31. Oi florzinha tdo bem??
    Qto a Sofia, acho correto tudo oq disse... Mas também penso que deve ser bastante complicado esse momento da vida dela e meu conselho é: VAI COM CALMA GAROTA! Pois esse assuntinho aí pode lhe render muitas feridas, mágoas profundas e que acredite eu, não são curadas tão facilmente. A melhor coisa a se fazer é pensar, repensar e pensar mais um pouco...
    Acho também que nada melhor pra se dissipar uma dúvida é ela marcando um encontro com uma mulher de fato e vivenciando oq o momento pode trazer... talvez aí sim possa descobrir muitas respostas para essas duvidas que rondam a mente...
    Assim saberá se curte ou não mulher de uma vez por todas... e tendo em mãos as respostas, então o próximo passo é pensar em se assumir... e amadurecer a ideia.
    Como a Jana disse, ser lésbica ou bi não é nenhum monstro do lago ness...

    Sempre admirei a pessoa que se assume, que dá a cara a tapa e se desprende das próprias criticas interiores... PORQUE SE MOSTRAM PESSOAS GUERREIRAS, CORAJOSAS... PODEROSAS!
    Que se dane o mundo "Sofia"... oq importa é viver... e ser feliz... pq o agora é unico!!!

    Mega beijoOoo

    ResponderExcluir
  32. Jana..

    Eu amei essa postagem. Pra mim uma das melhores.
    Porque é um assunto, sério. Sério mesmo.
    Você conseguiu tratá-lo como deve ser tratado.
    Sério.. mas também bem humorado. Saca? Tipo, você arrumou um ponto de equilibrio.
    Nunca vi alguem falar de um assunto que causa polemica, de forma peculiar..sensivel. Enfim. Parabéns..

    Jana, tenho amigas e amigos GLS.
    Teve alguns que descobri depois de um certo tempo de amizade. Outros que não.
    Mas o que me dói mesmo. Não é aquela pessoa que tem medo da sociedade, da igreja, dos amigos ou da familia. Mas aquela pessoa que tem medo dela mesmo.
    Aquela pessoa que tem preconceito com ela. Que não se aceita.

    Sou a favor que a pessoa tem que experimentar de tudo. Com tanto que se respeite e respeite ao proximo.
    Isso ai que ela sentia desejos quando criança e agora namora.. sei lá. A pessoa pode mudar de opinião, como vc mesma disse, existem pessoas que depois de muito tempo casadas, viram homo..ué..

    E agora me diz. E o namorado dela, se souber que ela sente tesão por mulheres. Ou que saiu com alguma sei la. Será que ele vai ficar feliz? Tah na hora dela pensar nisso.

    Ah pouco tempo, terminei um namoro. E umas duas vezes vc me ajudou. E agradeço muito por isso. Nao tenho palavras. Seus conselhos me ajudaram muito. Assim, nao terminei com ele porque curto mulheres e coisas e talz. Mas to falando isso, pq sei que é dificil terminar algo. Vc sente falta.. o começo nao eh facil.

    Mas temos que encarar de qualquer forma. Enfrentar. Quem disse que seria facil? Como vc mesmo disse: tem pessoas ai gozando a vida. Agora eu vou deixar gozarem da minha cara..rs?
    Vou viver uma vida de aparencias?

    Prefiro deitar e dormir do que viver uma coisa da qual não sou eu. Da qual nao existo, ou estou interpretando um papel.

    Enfim.
    Jana, no mais. Eu adorei os comentarios que vc colocou. Os documentarios.. Tudo. Assim, ensina muito as pessoas. Tem muita gente ai com uma cabecinha fechada demais.

    Beijos, te adoro.

    O B R I G A D A P O R T U D O !!!

    ResponderExcluir
  33. Vc é mau exemplo pra sossiedade Janaina Pupo.Apoia tudo que é errado e faz lavagem celebrau nas pessoas.Um dia todos vai acordar e ver que vc só diz bobagem e isso vai aconteçer logo.Sua inmoral.

    ResponderExcluir
  34. Que difícil o que ela tá passando, porque acho que no fundo ela mesma sente preconceito por si mesma por se sentir assim. Acho que nossa amiga em questão deveria, antes de tudo, SE ACEITAR como lésbica e aí partir pra aceitação mundial. O qu eimporta é ser ela e ser feliz!!

    ResponderExcluir
  35. Oiiii !!!
    Flor.. vim te conhecer...
    Mar que me indicou vc..
    Já te achava linda de viver com este teu cabelo maravilhoso, este teu rostinho encantador..
    Agora.. te lendo.. te conhecendo... me encantei mais ainda...
    Vim deixar um beijo super carinhoso, pra ti e desejar um lindo domingo..
    Beijos e carinhos
    Myah

    ResponderExcluir
  36. Um grande beijo de linda semana pra ti minha querida amiga...

    ResponderExcluir
  37. Vejo toda definição como limitação. Pra que se definir sexualmente? Isso é tolice. Viver a sexualidade com responsabilidade, de forma segura e sem preconceitos é que é legal e bacana.
    Não sinto atração por mulheres, mas se receber uma cantada da Ana Carolina, por exemplo, sei lá, acho que balanço...

    Beijos, Jana!!!

    ResponderExcluir
  38. Oi Jana. Parabéns, vc escreve muito bem e sempre bem humorada, mesmo qdo o assunto é sério. Mas sabe o que eu achei mais interessante, são os "anônimos" que te criticam, mas não tem coragem de se assumirem como público leitor do teu blog. Afinal, se eles chegam aqui foi por algum motivo, certo!?
    Não levanto bandeira e também não digo que não beberei desta água. Acho que somos individuos diferentes um dos outros, ok, seguimos um sociedadezinha muitas vezes idiotas, mas devemos respeitar e "amar" o próximo, se é que me entende. O bonito da vida são as diferenças! Esta moça precisa se encontrar dentro da sua sexualidade para ser feliz e com certeza nesta nova fase será! Tomara que tudo dê certo a ela! E aos hipócritas eu desejo que eles também encontrem a sua paz.
    Um mega beijo Jana e sucesso sempre!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  39. Não vejo nada de anormal,muitas vezes deixamos de sermos felizes porcausa da infeliz discriminação.tambem acho que ninguem faz a cabeça de ninguem!

    ResponderExcluir
  40. adorei,ele foi um troxa perdeu a namorada pra uma mulher hahahahaha

    ResponderExcluir
  41. A sofia que não sofra sem razão, por vezes perdemos muito com o medo que temos em fazer, dizer, agir de modo diferente ao que parecem estar habituados. E se me é permitido dizer, para mim, sim sem duvida que és lesbica, se da ate nojo estares com o teu namorado, sem duvida que gostas de meninas. Como escreveram, nao ha mal nenhum nisso nem tão pouco é anormal! anormal é a maioria da sociedade que não e capaz de ver para além do que está habituado! Vai em frente e não tenhas medo, havera nuvens nessa passagem, mas garanto-te que no final o paraíso estará a tua espera! :)

    ResponderExcluir

- Copyright © 2013 Janaina Pupo - Traduzido Por: Template Para Blogspot