Posts Populares

Ela está engordando... o que eu faço?

By : Janaína Pupo


Olá meu povo querido!

Hoje vou direto ao assunto, pois preciso "aconselhar", dar meu recado de uma vez para este mocinho que me escreveu pedindo ajuda... seguinte:

"Meu nome é Danilo, tenho 30 anos e namoro há quase três anos. Minha namorada era linda, bem magrinha e eu tinha o maior tesão nela. Agora ta enfeiando, ficando gordinha e isso tem me broxado, perdi o desejo por ela. Ela senta e forma um pequeno pneuzinho. Está aparecendo celulites na bundinha dela, isto porque é pequena. Os seios estão aumentando e eu gostava deles minis. Ela é muito vaidosa, cheirosa, mas está ficando gorda. Quando a convido para ir no Mc Donalds ela pede Big Mac, esse lanche é pra homem. Falo pra ela comer salada e ela fica brava. Se vamos num rodízio de pizza ela come até cinco pedaços, um absurdo. Não posso me privar de comer porque ela ta gorda, afinal, eu sou sarado, tenho o corpo gostoso e não engordo porque faço muito exercício. Muitas mulheres dariam tudo para ter eu por uma noite que fosse, mas minha namorada parece não estar enxergando o homem que tem. Ela pede para ir à academia comigo ou para caminharmos juntos, mas não quero que me vejam desfilando com ela gordinha desse jeito. A amo muito só que não sei o que fazer. Devo chegar e falar sem dó que ela está gorda? Me ajuda Jana, como eu faço pra salvar minha marmita?

Obs: Você é muito linda e com todo respeito deve ser uma delícia de mulher. Linda, inteligente e entende tudo de sexo. Com certeza não é só o meu sonho de consumo e sim de muitos homens hehehe. Parabéns pelo blog, você é demais!"

Tsc, tsc, tsc... língua coçando, coração palpitando (de raiva), mas tá, vamos por partes.

Então Danilo, faça isso, chegue sem dó e diga a ela: “Amor, você sabe que eu te amo, só que você está engordando, de sereia não tem mais nada, está parecendo uma jubarte e não quero uma baleia pra ser minha companheira.”

Aí, ela entrará em uma depressão fodida e se não tentar o suicídio, com certeza vai emagrecer, secar, por dentro e por fora!

Ahhh me poupe, né Danilo?! Sim, estou cuspindo fogo e sinceramente, sem rodeios, te achei um grande covarde (e estúpido também).

Definitivamente, a meu ver, você não ama sua namorada porra nenhuma. E não digo isto pelo fato de você estar desgostoso por ela ter engordado e sim por seu jeito egoísta de agir.

Você reclama que a menina está engordando, a leva no Mc (calorias) Donald’s e quer exigir que a pobre coma salada? Mc Donald’s é praga, meu filho! Eu não gosto, só que basta entrar naquele lugar e as lombrigas ficam eufóricas com o cheiro (deve ter “dorgas” com odores especiais naqueles hambúrgueres).
Convida a moça para ir num rodízio de pizza e quer que ela fique com “as bordas” enquanto você se acaba de comer a pizza toda?
É do cu cair da bunda meeeeesmo!

Tem restaurante com comidas saudáveis, porque não escolher um? Quer lanche? Vai num Subway da vida, pede um lanche mais leve.

Aí, não bastando tudo isto, a garota pede para frequentar a academia e fazer caminhadas com você e qual sua reação?
Você nega por sentir vergonha de “desfilar” com sua namorada só porque ela está com uns quilinhos extras?

Humrum... você a ama muuuito mesmo. “O amor mais bonito e hipócrita da cidade”.

Em minha opinião, quando a gente ama pra valer, aceitamos a pessoa do jeito que ela é e isso não significa que a pessoa pode ficar esculachada, obeso mórbido de nem conseguir andar (porque além de tudo afeta a saúde), banguela, mal cheirosa e blá blá blá.
Embora esse seja o meu ponto de vista, você não precisa “tolerar” sua namorada gordinha, Danilo. Não precisa fazer “vista grossa” para os quilos a mais que habitam no corpicho dela. Só que, se você a amasse, faria de tudo para reverter esse quadro. Como eu disse acima, quer sair para jantar fora? Vão a lugares que ofereçam comidas saudáveis.

Você não tem nem que convencê-la a fazer exercícios, ela quer isso, está disposta a ir à academia e fazer caminhadas e você simplesmente a boicota.

Você não quer fazer absolutamente NADA para ajudar a sua amada.
Que tipo de amor egoísta é este?

Eu não tenho como te ajudar, minha esperança (o que acho difícil) é que você abra os olhos e veja que realmente está sendo mesquinho e de repente, deixa de se achar o “bonzão todo poderoso” e tente ajudar sua namorada a emagrecer (ou ao menos a não engordar mais) e quem sabe (ou não) reerguer o seu namoro.

“Não posso me privar de comer porque ela ta gorda, afinal, eu sou sarado, tenho o corpo gostoso e não engordo porque faço muito exercício.”

Então, meu bem... por amor a gente se priva de muitas coisas, sim. Relacionamento é troca. Você não é melhor que ninguém pra ter um relacionamento do jeitinho que SÓ VOCÊ quer. Não dá pra ser assim.

Quanto a você dizer, “sou sarado, tenho o corpo gostoso”. Vem cá, não me leve a mal, mas essa sua frase ficou bem gay (não tenho nada contra, aliás, amo os gays). Você deve ser tão gostoso que se pudesse se comia, é isso?

“Muitas mulheres dariam tudo para ter eu por uma noite que fosse, mas minha namorada parece não estar enxergando o homem que tem.”

Realmente ela não está enxergando o homem que tem, porque se enxergasse, já teria dado um pé na sua bunda.
Dizer que muitas mulheres dariam tudo para ter você? Cara, você é Joselito, sem noção, não passa de um “Johnny Bravo”.

Cuidado viu, meu amigo... a língua é o chicote do cu.
Você está hoje todo gostosão, mas isso não é garantia que você nunca irá ficar esculhambado.

Agora vamos à parte mais engraçada (eu diria até que irônica) do seu texto.
Obrigada pelos elogios, mas benzinho, a tal delícia de mulher aqui, chamada Janaína, é gorda (e minha convicção de que você não ama a sua namorada só aumenta).

Deus e todos os deuses (e santos) que me livrem de um homem como você, porque se um “deles” permitirem que alguém ao menos parecido com você apareça na minha vida, pode ter certeza que será para colocar o dito cujo no seu devido lugar, porque eu faço o cara sumir da minha vida e o deixo mais pra baixo do que cu de cobra.

Eu não tomei as dores da sua namorada pelo o fato de eu ser gorda e sim por você não estar disposto a ajudá-la com nada e não bastando, sentir vergonha de quem você diz amar (isso é preconceito).

Esse tipo de amor não serve jamais para mim. Todos os bofes que tive adoravam “desfilar comigo”. O meu love diz sempre que me ama, que sou gostosa, blá blá blá e que não mudaria nadica em mim.
Se eu resolvo fazer dieta, é POR MINHA CAUSA, pelo o meu querer e não para agradar macho.

Porque se é pra me amar, me desejar, me foder (trepar, fazer amor), tem que ser do jeito que eu sou. Gorda, branquela, tatuada, cabelo rosa e com a língua bem afiada.

A frase é corriqueira, mas real: “Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é.”

E nós, mulheres, gordas, magras, altas, baixas, deficientes, descabeladas, brancas, negras, amarelas, não somos “marmitas”. Somos pratos finíssimos, meu bem.

Não gostou? Sinto muito.
Eu falo mesmo!


*


Beijos e boa semana, pessoal.
Jana Pupo.

Dicas, dúvidas, críticas e sugestões escreva para:
jana.pupo@yahoo.com.br

Meu twitter
^^

Eu não posso sentir "prazer solitário" ¬¬

By : Janaína Pupo

Olá meu povo querido!

Hoje vou tentar ajudar um leitor macho. Ultimamente tenho só citado as meninas aqui, os homens também tem vez, né não? Fala aí, meu bem... em que posso te ajudar?

“Meu nome é André, tenho 33 anos e namoro há dois anos. Era uma ocasião especial e eu preparei uma noite romântica para comemorar com a minha namorada. Foi na minha casa. Depois do jantar, transamos, foi tudo perfeito. Dormimos abraçados e na madrugada acordei louco de tesão e preferi não acordá-la. Fiquei só admirando minha namorada dormindo e comecei a me masturbar olhando para o corpo dela. Aquilo estava uma delícia, só que ela acordou e a sua reação ao ver que eu estava batendo uma punheta foi das piores. Sua afeição era de horror, ficou com os olhos arregalados, levantou da cama, se trancou no banheiro e caiu no choro. Eu parei tudo, nem pude gozar. Falou que eu era um porco nojento, pois ela estava sempre pronta para me satisfazer e eu ficava me masturbando ao lado dela. Tentei explicar de todas as formas que eu estava fazendo aquilo pra ela, desejando ela, mas não teve jeito. Ela acha que eu estava pensando em outra e que eu não me satisfaço com ela. Desde esse episódio nosso namoro esfriou e toda vez que estamos transando ela fica perguntando se estou pensando em outra e claro, acabo broxando. Ela diz que se sente humilhada, excluída ao lembrar daquela noite. O que eu faço pra ela acreditar que é ela que eu desejo? Essa neura dela está acabando com o nosso namoro.”

Sabe que algumas vezes me questiono: “Será que sou muito liberal, muito a toa, muito puta?”. Porque vejo a mulherada ficando abismada com tanta coisa dita “normal” no sexo que a impressão que tenho é que sou uma “boa bisca” com pós-graduação ¬¬

Pobre André, que azar que você teve naquela madrugada, hein meu querido? Além de ser interrompido no meio da punheta, não gozou e teve que ficar aturando chororô e palavras ofensivas. Te chamar de porco nojento só porque você estava “tocando umazinha”? Que absurdo!
Imagine se ela te flagra com outra mulher? Literalmente a mulher te capa, meu filho!

Tua namorada foi muito infeliz agindo assim (essa é a minha visão, ok?). Ela poderia te surpreender, entrando nessa brincadeira gostosa, caindo de boca no teu "precioso" ou usando as mãos. Com certeza vocês pegariam fogo de novo e os dois sentiriam prazer, mas não, ela achou aquilo um horror (como pode?).

É triste dizer isto, mas fato é que pouquíssimas mulheres (e homens também) sabem que a masturbação FAZ PARTE da vida sexual e não deve ser descartada do cardápio do casal. Geralmente o casal acha que pelo fato de um ter o outro, não pode, é proibido, é falta de respeito sentir o “prazer solitário”.

Tem mulher que canta “Maysa – Meu mundo caiu” caso venha descobrir que o namorado (ou o marido) gosta de “ler” uma revista Playboy ou acessa vídeos eróticos na internet. É como se ela tivesse sendo traída.

Para de ser egoísta, sua tchonga. Só porque teu parceiro está vendo seios, bundas, corpos alheios de mulheres gostosas nas revistas, não quer dizer que ele quer ou vai te trair e nem mesmo significa que está desejando outras. Aliás, a mulher devia aproveitar para ver tudo isto junto do seu parceiro, assim o tesão de ambos “fica afiadinho”.

Fantasiar não é coisa para solteiros. Aliás, é muito saudável os casais ter fantasias, eu diria que é a manutenção do sexo no relacionamento.

E o engraçado é que, principalmente a mulher tem todo esse tabu sobre a masturbação, mas muitas delas se masturbam também, só que não confessam (eu falei sobre isto neste post) .

André, eu aconselho você parar de se justificar com sua gata e lhe fazer uma proposta. Com jeitinho, diga a ela que você adora o corpicho dela, que a deseja, que ela é única, blá blá blá e então, convide-a para se masturbar junto com você. Isso mesmo! Peça para ela tocar o próprio corpo, enquanto você se acaricia. Coloquem os dedinhos para trabalhar, se masturbem juntos. Essa brincadeira, além de prazerosa, pode acabar numa grande festa particular, sem contar que você corre o risco de terminar a festa dentro da “tenda quentinha dos prazeres” da sua amada (eita maravilha).

Isso pode dar um “up” no namoro de vocês (ou não), basta você tentar.
Se ela continuar com lenga lenga, tacando na tua cara, se fazendo de coitada, sinto muito meu amigo, mas aí só resta você aturar ou esperar o namoro ir para o ralo ou em ultimo caso você adere o cinto de castidade, tipo este daqui e deixa a chave com ela, garantindo que seu “amiguinho só terá vida” na presença dela.

Tem mulher que pensa que o único objeto de desejo TEM QUE SER ELA. Ela quer ser o centro das atenções e se acontece de ver o bofe tocando o terror num “cinco contra um”, ela se sente rejeitada, incapaz, feia, tudo de pior.
Ahhhhh vááá!

Ao invés de ficar se lamentando ao flagrar teu homem se “punhetando”, porque você não entra na farra e faz a situação ficar prazerosa para ambos?
Aposto que vez ou outra, quando ele for se masturbar, vai querer a sua deliciosa companhia.

Eu hein, cá pra nós (é segredo, tá gente?), uma das coisas que me excita (e sim, acho lindo) é ver o homem se masturbando.

Quando fico sabendo de mulheres que repudiam isto, me pergunto se elas são loucas (ou a louca sou eu?).

*

Beijos e boa semana.
Jana Pupo.

Dicas, dúvidas, críticas e sugestões escreva para:
jana.pupo@yahoo.com.br

Meu twitter
=)

Ele é mais velho, e agora?

By : Janaína Pupo

Olá meu povo querido.

Bora tentar ajudar mais uma leitora? Seguinte, vejam o que está acontecendo com a Luciana...

“Tenho 30 anos e meu namorado tem quase o dobro da minha idade, 56 anos. Nunca havia me envolvido com homens tão mais velhos. Estamos juntos há um ano e o amo demais. Só que nosso namoro não tem sido fácil por causa dos outros. Sofremos preconceitos, quando saímos juntos muitos ficam olhando para nós, só que isto não me incomoda. O que tem me incomodado muito é o que tenho passado com meus amigos e familiares. Ninguém aceita a relação por causa da nossa diferença de idade. Minhas amigas falam que estou com ele por interesse, minha família diz que vou perder minha juventude, pois escolhi um namorado mais velho que o meu pai. Todo esse falatório no meu ouvido tem me deixado muito mal. Ele tem uma situação financeira boa, só que isto pouco me importa, porque sou independente, tenho uma ótima carreira e não preciso do dinheiro de ninguém. Minha mãe diz que eu que escolho o que for melhor para mim, já meu pai não pode nem ouvir o nome dele. Pra piorar, ele é divorciado e tem uma filha com a minha idade. Ela me odeia e virou a cara para o pai. Ele disse que ela vai ter que aceitar. Está tudo tão complicado que às vezes chego a pensar na hipótese de deixá-lo. Não sei o que fazer, me ajuda Jana?”

Luciana querida, você diz que ama muito o seu namorado e por causa DOS OUTROS pensa em deixar esse amor?
Hummmm, sei não, viu?! Quando a gente ama pra valer, enfrentamos situações cabeludas, daquelas do furico virar do avesso, mas não abrimos mão da pessoa amada.

Relacionamento com diferença muito grande de idade tem disso dos outros repararem, comentarem. O preconceito “vosso de cada dia” permanece.

O povo vê um tiozão com uma garota e logo julga: “Com certeza ele tem dinheiro”. O maldito dinheiro entra em tudo, né?
Claro que tem muuuuita mulher solta por aí tentando dar o golpe do baú, caçando coroas carentes com a conta bancaria recheada de notas gordas. Mas também tem várias mulheres, como a Luciana, que são independentes, que não precisam ser sustentadas por um homem. Essas escolhem, não são escolhidas.

Tenho uma amiga que namorou um homem bem mais velho do que ela e quando chegavam juntos em algum bar ou restaurante, vira e mexe alguém perguntava se ela era filha dele. A resposta era dada com um belo beijo na boca. E a pessoa que tinha perguntado ficava com cara de cu.

Tem gente que não tem semancol, né?
É a mesma coisa que perguntar para uma mulher barrigudinha se ela está grávida... não sabe nem diferenciar tipos de barrigas, pode ser excesso de gostosura, pode ser barriga d’agua, pode ser verme, aff.

Luciana, quanto a sua família, tenha calma. É normal seu pai ter levado um choque, afinal, a menininha dele está saindo com um “velho pervertido”. Sim, seu pai deve pensar isto, só que aposto que se ele não estivesse casado com a sua mãe e pintasse uma garota em sua vida, ele ia gostar muito de ter uma “carne novinha pra chamar de sua”. Acredito que hora ou outra seu pai vai aceitar, mas se não aceitar, paciência. É você que tem que escolher, não ele!

A filha do teu bofe “causou na balada” e o que ele fez?
Não pensou na hipótese de te deixar, disse que ela vai “ter que te engolir” e pronto, mesmo que ela tenha uma baita indigestão. Porque baby, ele não vai deixar de ser pai dela só porque está namorando com você, não é?

Uma relação assim nem sempre é fácil, sei que “o amor não tem idade”, mas isso não quer dizer que tudo será cor de rosa.
Os dois vivem em mundos diferentes.

Pode acontecer de ele enfrentar crises com a ex mulher, com a filha... a ex pedindo dinheiro, bens materiais, como o vídeo cassete (super moderno), a máquina de lavar louça (que pifou), a televisão de 29 polegadas e coisas desse gênero, além do bichano de estimação que vão escolher quem terá a guarda do peludo... a filha com ciúme, fazendo picuinhas para o pai, se passando por vítima, ameaçando furar a veia jugular com um palito de dente... e você não sabe o que é isto, pois nunca foi casada e não tem filhos.

A mulher pode se sentir segura por estar com um homem mais velho, maduro, experiente. Mas o homem tende a ficar inseguro, virar carne louca, ter ciúme, achando que a qualquer momento um garotão pode pintar na área e roubar sua “menininha”.

Ele está com 56 anos, já tem uma filha e talvez não queira “espalhar semente” de novo. Está com o “burro na sombra”, sossegado, de repente ele não pensa em ter outro filho. E aí, como você vai fazer? Tudo bem pra você fazer o papel de madrasta mesmo com sua “enteada” te odiando?
Eu não me importaria, mas vai que você sonha em ser mãe, né não?

Até o teu lazer, suas baladas podem mudar. Enquanto você quer sair pra “chacoalhar o rabicó” numa boate com os amigos, ele quer algo mais tranquilo, como um barzinho ou um restaurante (ou não).

A visão e as prioridades de vida dele são diferentes das suas.

Euzinha sempre tive preferência pelos homens mais velhos, mesmo havendo inúmeras diferenças e algumas dificuldades. Sou a favor da frase “panela velha é que faz comida boa” e como sou gulosa, faço questão de ser “bem alimentada”.

Luciana, meu conselho é que você pare de se preocupar com que os outros pensam. Toca o foda-se e vai ser feliz, minha filha. Se você ama teu coroa, passe por cima de tudo e de todos e bora viver esse amor.
Se você estivesse namorando um garotão bonitão, cheirando a leite, com certeza as pessoas falariam também. O povo adora ficar de mimimi, adora cuidar da vida alheia.
Danem-se os outros!

Enquanto você está preocupada em agradar fulano e ciclano, esquece de agradar a pessoa mais importante na jogada: VOCÊ!
Sim, temos que ser egoístas e pensar primeiro em nós!

Como diria meu amado Raul Seixas:
"Se você acha o que eu digo fascista
Mista, simplista ou anti-socialista
Eu admito, você tá na pista
Eu sou ista, eu sou ego
Eu sou egoísta!"

*

Beijos e boa semana, pessoal!
Jana Pupo.

Dicas, dúvidas, críticas e sugestões escreva para:
jana.pupo@yahoo.com.br


Meu twitter
=)


*

Ele quer entrar no mar vermelho... e agora?

By : Janaína Pupo

Olá meu povo querido!

Bom, mais uma vez vou atender ao pedido de uma leitora e dividir com vocês a dúvida dela. Por falar em leitores, eu adoro cada e-mail que cada um de vocês me manda, é sempre bom tentar de alguma forma ajudar. Confesso que as vezes recebo algumas histórias bizarras e chego a achar que é brincadeira, tipo, a pessoa me confundiu com o Bozo, mas mesmo assim, rebolo daqui e de lá, respondo e acabo é aprendendo muito ou estão achando que nasci gemendo, pronta para o sexo?
=P

Vamos ao que interessa...

“Meu nome é Melina e sou casada há dois anos. Meu marido tem muita pegada e no sexo manda muito bem. E todo mês eu passo um tremendo sufoco durante uma semana inteira por causa da maldita menstruação. Não é por causa de cólicas ou desconforto, é por causa do meu marido. Ele é louco por sexo e fica insistindo para transar comigo mesmo neste período. Só que eu fujo, porque acho nojento. Além de fazer toda aquela lambança, sujar os lençóis, acho constrangedor ele se melar no meu sangue sujo e tenho medo de causar danos ao seu membro. Pode fazer mal para a nossa saúde. Sinto vontade de fazer amor com ele, fico muito excitada, mas a vergonha é maior, por isto eu recuo. Esse mês eu quase liberei, ele ficou todo empolgado e quando eu pedi para ele parar, precisava ver como ele ficou frustrado. O que eu faço, Jana?”

O que vou escrever aqui serve apenas para casais que se conhecem bem, que sabe da saúde um do outro, que se consideram seguros para transar sem camisinha. Se você tem um casinho ou está começando um namoro ou não confia no seu parceiro, bora colocar a toca no peru (usar preservativo) para não correr nenhum risco. Tem mulher que aproveita o ciclo menstrual para “sair dando” sem camisinha pelo fato de não engravidar (mas pode acontecer). Ok, o risco de engravidar diminui, mas e as doenças sexualmente transmissíveis? Nesse período o risco de se contrair uma DST aumenta, pois o sangue menstrual pode conter maior quantidade de vírus. Sexo seguro é sempre muito mais prazeroso.

Melina, minha querida florzinha acanhada... por onde eu começo, hein?
Deus não dá asa à cobra mesmo, viu. Recebo tantos e-mails de mulheres reclamando que seus parceiros estão negando fogo e você com um maridão aí querendo te comer no café da manhã, almoço e jantar, disposto a bancar o “vampirão sedento” e tu foge, mulher?

Tsc, tsc, tsc.

Porque você acha nojento?
O sangue menstrual é limpo e puro, NÃO TEM NADA DE SUJO. Isso de dizer que a menstruação serve para limpar o organismo da mulher é mito. Se fosse real os homens morreriam podres, pois eles só sangram se for pelo nariz (e pode ser raro).

Alguns homens podem ter nojo de transar com a mulher nesse período, mas a maioria recusa não por achar nojento e sim por ter a sensação de que a mulher ficará mais sensível, afinal, o sangue está associado a ferimento, dor, agonia, desprazer e com isso, o desejo acaba sendo inibido.

Outros homens fogem por causa da maldita TPM. Tem mulher que fica tão nervosa ou sensível (ou os dois), que o moçoilo prefere manter a distância até que a última gotinha saia da perseguida da garota, para não correr o risco de ter o pinto decepado num ataque de mau humor.

Conheci um rapaz que adorava transar com sua namorada quando ela estava “ao sugo”. E detalhe, ele era quase um Drácula das xoxotas, pois seu maior prazer era chupar a mulher assim, quanto maior o fluxo menstrual, mais tesão ele sentia. Só faltou levar um canudinho pra apreciar melhor o chupa chupa.

A mulher sentir nojo do seu próprio sangue é uó, pois todo mês ela tem que conviver com aquele mar vermelho entre suas coxas, imagine ficar com nojinho cada vez que o Chico (menstruação) nos visita. Viveremos com náuseas e a base de Dramin.

E que negócio é esse de fazer mal para o “membro” do teu bofe?
Membro? Que palavra broxante! Eu vou falar é pau.
O pau do teu love sofre um tipo de mal sim... o mau humor, por não poder entrar na sua “quentinha” durante uma semana.

Transar menstruada não faz mal nenhum a saúde e você pode até ter sexo completo, ou seja, receber um delicioso sexo oral. Basta tomar um banho, colocar um absorvente interno e pronto. O mocinho pode se deliciar e não ficará com o rosto tingido de “vermelho paixão”. Depois que ele terminar o “lambe lambe”, você tira o absorvente interno discretamente (ou não, a escolha é sua) e aposto que ele vai adorar “escorregar” pra dentro de você (isso ficou piegas ou vulgar?).

Tem mulher que durante a menstruação sente muita cólica, os seios ficam sensíveis, ela toda parece intocável. Neste caso, o sexo pode incomodar (ou não). Mas muita mulher fica literalmente no cio, trepando pelas paredes, com o tesão a flor da pele, doida para “dar uma” bem dada.

Melina, se você continuar com esse nojo besta, tem a alternativa de virar “a pequena sereia” durante o teu ciclo menstrual. Trepe no banho.

Sinceramente acho que você deveria aproveitar todo esse ânimo do seu maridão e liberar sua perseguida “red velvet”. Tenho certeza que depois que os dois estiverem rindo a toa de tão saciados, você Melina, vai se dar conta de que até agora, perdeu foi tempo.

Se você dissesse que não tem vontade, que não quer, aí tudo bem. Eu não acho legal fazermos nada a contragosto, ambos têm que querer. Mas você assumiu que fica excitada e fica recusando a danada por vergonha.

Bora perder a vergonha na cara, gozar e ser feliz, minha filha!

*

Beijos e boa semana, povo!
Jana Pupo.

Dicas, dúvidas, críticas e sugestões escreva para:
jana.pupo@yahoo.com.br

Meu twitter
=D

- Copyright © 2013 Janaina Pupo - Traduzido Por: Template Para Blogspot