Posts Populares

Aceita uma Punheta (de bacalhau)?

By : Janaína Pupo
Olá meu povo querido!

Semana passada fiquei ausente, pois viajei para a cidade maravilhosa (Rio amado de Janeiro). Foi falado aqui sobre o lançamento do meu livro, que será no dia 26 de novembro, a partir das 18:00h, na Tortaria Pie in The Sky.

Tenho certeza que quem puder comparecer, irá se divertir. Vamos tirar fotos, conversar muito e dar boas risadas.
Você vai? Diz que sim!

Estou de volta, mas tem tanta coisa pra resolver que nem deu tempo de escrever post nenhum para publicar aqui, então contarei pra vocês algo engraçado que me aconteceu em um restaurante lá no Rio.

O lugar era uma graça, cheguei, sentei, peguei o cardápio, pedi uma Stella Artois enquanto escolhia o que comer. Tinha tanta variedade que fiquei perdida e as lombrigas revirando no estomago de tanta fome já.


Eis que o garçom chega e pergunta: “A senhorita aceita uma Punheta de entrada?”.

Minha cara tinha que ter sido registrada nessa hora. Olhos arregalados, boca semi aberta e só sacanagem passou pela minha cabeça. Imaginei “N’s” coisas, tipo, o garçom chegando com um pau na bandeja hahahaha. Óbvio que eu sabia que não seria nada deste tipo, mas estava tão curiosa que não via a hora da tal punheta chegar. Eu não conhecia nenhuma comida com esse nome!

Enquanto aguardava, fui verificar novamente o cardápio e ver se tinha algum prato mais com nome esquisito, como: “Siririca” ou “Esporrada” ou “Creme de sêmen” ou “Sopa de Orgasmos delirantes”, mas não... uffa, não tinha mais nada de pervertido.

E aí meu povo, chega o garçom com a “minha entrada” e diz:
“Aqui está a sua punheta de bacalhau, bom apetite”.

Acho que quando ele me ofereceu este prato, fiquei tão surpresa que nem ouvi ele dizer "bacalhau". Apresento pra quem não conhece, a tal punheta de bacalhau e não é que é bom pra cacete? Adorei e indico. Quem ainda não provou, prove! Você só precisa gostar de bacalhau (de punheta sei que a maioria gosta).



Boa semana, meus amores.
Beijos
Jana Pupo.

Dicas, dúvidas, críticas e sugestões escreva para:
jana.pupo@yahoo.com.br

Não poderá ir no lançamento e quer comprar o meu livro? Clique aqui!

Meu Facebook =)

Meu Twitter =)

Finalmente o lançamento do meu livro

By : Janaína Pupo
Ei meu povo lindo.

Estou viajando a trabalho, ficarei uma semana, mas assim que voltar visito o blog de cada um de vocês, ok?
Aproveito hoje para deixar o convite à todos para o lançamento do meu livro. Se você mora em São Paulo ou se estiver a passeio, faça o favor de ir me dar um abraço e falar besteiras comigo no grande dia, hein?


Onde será?
Na tortaria Pie In The Sky. O lugar tudo de bom, desde o cardápio até o ambiente.

http://www.pieinthesky.com.br/index.php

Estarei lá das 18:00h até às 00:00h e conto com a sua presença. Ah e não paga para entrar, ok?

Beijos e até logo, meus amores.

Jana Pupo.

Dicas, dúvidas, críticas e sugestões escreva para:
jana.pupo@yahoo.com.br

Virgindade: ele provou e sumiu!

By : Janaína Pupo

Olá gente linda!

Hoje o assunto é delicado, então bora dar colo para mais uma leitora?

“Tenho 21 anos e me chamo Amanda. Conheci o Rafael em uma balada. Mesmo parecendo ser tímido, trocamos olhares e no fim da noite nos beijamos. Ele pediu meu telefone e eu dei. Passou a me ligar toda semana e quando eu lhe contei que ainda era virgem, ele me ligava todos os dias. Ele grudou em mim, parecia apaixonado de verdade, insistiu para namorar comigo e depois de seis meses que estávamos juntos, eu me senti preparada para transar pela primeira vez. Aconteceu e foi tudo perfeito, até chegar o dia seguinte, pois depois que ele tirou a minha virgindade, simplesmente desapareceu. Nunca mais me ligou, nem apareceu na minha casa e muito menos atendia aos meus telefonemas. Não sou mais adolescente, mas estou arrasada, me sentindo usada e não confio mais em homem nenhum. Sinto-me culpada por ter sido tão idiota. Não deixo rapaz nenhum se aproximar de mim, pois tenho medo. O que devo fazer para sair dessa tristeza?”

Tsc, tsc, tsc... que cabra mais “féla da puta”, hein minha querida Amanda?

Bom, não sei se tenho como te consolar depois de um tombo como este, mas tentarei. De qualquer forma, tenha a certeza de uma coisa: você não foi e nem será a última a cair na armadilha de um canalha desses, foi uma cilada, Bino!
Alguns homens, o que tem de mais profundo é o sono. Sentimento que é bom, nécas!

Amanda, é normal você se sentir usada, afinal, o pilantra te iludiu, sendo que na real ele só queria ser o primeiro a provar da sua “quentinha”. O mané fingiu estar apaixonado, te pediu em namoro e assim que conseguiu fazer você abrir as perninhas e fez “ploc no seu cabacinho”, pegou o banquinho e saiu de mansinho. CALHORDA!

Mas minha querida, a vida continua e você não teve culpa de ter escolhido o bofe errado para iniciar sua vida sexual. O negócio agora é você erguer a cabeça e não ficar se lamentando.

Pare na frente do espelho, se olhe, toque o seu corpo, sinta prazeres com você mesma, pense que AINDA existe homem que vale a pena, que preste, neste mundão (parece mentira, mas existe sim). Permita-se, se dê novas chances de conhecer alguém legal, cedo ou tarde isto vai acontecer.

Se isolar da “macharada”, por causa deste bolha que você teve sua primeira trepada, não é justo (com você mesma). Enquanto o “papa virgens” está por aí sentindo prazeres com as xoxotas alheias, você vira uma concha toda fechada, se privando de ser feliz e querendo ou não, é por causa dele.

Sei que é fácil pra quem está de fora dizer coisas deste tipo, mas todo mundo já sofreu por amor ou por um bom pau ou uma boa buceta. E se você aí que estiver lendo disser: “Eu nunca sofri por nada disto”, eu ouso a te chamar de mentiroso (a).

Uma coisa importantíssima é você procurar um ginecologista e fazer os exames rotineiros que toda mulher deve fazer. Não brinque com sua saúde, ok?

Por causa de homens como este Rafael é que usamos frases do tipo: “Homem é igual cotonete: a mulher usa pra não ter que usar o dedo.” ou “A verdade é que os homens precisam das mulheres pra tudo, até pra nascer” ou “Conto uma piada com duas palavras: Homem Honesto”.

Bora sair dessa fossa, minha amiga. Não vale a pena ficar perdendo tempo e se lamentando por causa de um babaca desse. Quem dá moral pra merda é privada e perdoe-me a expressão, mas esse Rafael foi um tremendo imbecil, tomara que um dia ele encontre uma xota com dentes, para mastigar seu precioso “arromba donzelas”.

Esse Rafael deve ser o tipo de homem que tem duas ilusões na vida: acha que quando casar vai continuar comendo todas as mulheres do mundo, enquanto a dele não vai dar pra ninguém. E sabe o que acontece com esses “cabras machos”? Passam a ser colecionadores... de chifres. Os cornudos mais bonitos da cidade!

Pare de se culpar, o que você tem que fazer é prosseguir e quando você menos esperar, conhecerá um cara que seja homem o suficiente para provar a você que nem todos os bofes são iguais.

Por mais difícil que seja de acreditar, existem machos bons, gostosos, carinhosos, tesudos e íntegros. Tudo isto num só combo, maravilha, não?

Beijos e boa semana
Jana Pupo.

Dicas, dúvidas, críticas e sugestões escreva para:
jana.pupo@yahoo.com.br

*

Logo, novidades sobre o lançamento do meu livro "Sexo, a gente lê po aqui" em São Paulo.

Meu twitter =)

Meu facebook =)

Mulher relaxada, nem o diabo gosta!

By : Janaína Pupo
Olá gente linda!

Pessoal, na próxima semana venho com novidades quentinhas sobre quando será o lançamento do meu livro aqui em São Paulo. Já adianto que será “tudodebom.com” e se você mora em Sampa, faça o favor de ir me dar um abraço e falar besteiras comigo no grande dia, hein?

Bom, vamos tentar dar um help para o nosso querido Bruno? Vem comigo...





“Por favor, preciso de ajuda. Meu nome é Bruno, tenho 39 anos e estou casado há quase três anos. Minha esposa tem 29 anos, é uma mulher linda, encantadora. Durante o nosso namoro, ela sempre se preocupou com a vaidade. Casamos e aos poucos ela foi deixando isso de lado. Ano passado, ela resolveu cuidar de animais abandonados e como não temos filhos, dei todo o apoio. Só que desde então minha mulher tem ficado cada dia mais relaxada com ela mesma. Chego do trabalho e a encontro toda descabelada, com roupa velha e rasgada, as unhas das mãos e dos pés enormes, ela não se depila mais e tem dia que nem banho ela toma. Sabe o que é ter que dividir a cama com alguém cheia de pêlos de animais e cheirando a gatos e cachorros? Tenho me desesperado porque a amo demais e ultimamente, ando reparando nas outras mulheres e me sinto atraído. Não quero sacanear minha esposa, não aceito traição, só que sinto falta daquela mulher linda com quem me casei. Ela vive para os animais que adotou e parece ter se esquecido de mim e dela. Não quero magoá-la, não sei como agir, ela é a mulher que eu amo só que não aguento mais viver desse jeito, venho perdendo o desejo por ela e desejado outras mulheres. Isso me apavora. O que devo fazer? Ajuda-me, por favor!”.

Pai amado! Eu tentei visualizar tua esposa Bruno e confesso que fiquei com medo, pois do jeito que você descreveu, a moça de bela virou a fera.

Quando dizem que pior que uma mulher feia é uma mulher relaxada, é a mais pura verdade.
E Bruno, garanto a você que outros maridos passam por isto, então acalme-se, você não é o único e teu problema pode ter solução (ou não).

Sinceramente não entendo como certas mulheres conseguem embarangar tanto depois que “laça um peão” e o leva para o altar. A impressão que dá é que ela já arrumou um bofe para comê-la fixamente, já tem um teto, está segura e aí esculhamba geral, só falta ficar com o cu mais peludo que o do homem.

Patacaparéu, pelo amor de todos os deuses, nenhum homem suporta viver com uma monga ao lado, né? Só se forem dois ogros, aí a história é outra.

A mulher se esculhamba, de repente o cara vai e trepa com a primeira arrumadinha que encontra dando sopa, a esposa descobre que foi traída e ainda quer reclamar para o Gil Gomes, sendo que a pobre vítima é o marido.

Eu sempre fui e sou chatíssima com higiene e com a aparência, chego a ser exagerada. Se vou encontrar o meu bofe, no mínimo tenho que estar de banho tomado, perfumada e com uma roupa bonitinha. Claro que não vou me vestir como se fosse a um baile de gala, mas uma roupinha limpa e bonitinha já agrada, né não?

Cabelos sem ver pente? Nem piolho gosta de morar numa selva desmazelada.
Unhas sujas, pés parecendo cascos de cavalo? Cruz credo, até para dar coice tem que ser com estilo, mãos e pés bem cuidados ever.
Ficar sem depilação? Jamé! Axilas, pernas, xoxota e furico peludo, deviam ser proibidos. Só o Pé Grande das montanhas suportaria viver com uma peludona.

Bruno, o negócio é o seguinte: você está sendo “O CARA”, pois quer poupar tua esposa de se tornar uma cabra (sim, porque pêlos ela já coleciona os dela e os dos animais que cuida, só faltam os chifres).
Dividir a cama com alguém cheirando a animais é de cagar com o cu pra cima, não rola. Amo os animais, mas pra tudo tem limite, né?

É super natural você estar reparando e desejando outras mulheres e mais normal ainda, é você não sentir desejo pela tua esposa. Na situação que ela se encontra, nem com reza brava teu pau vai reagir. É mais fácil você sentir tesão pelo frango em promoção que passa no comercial da TV, afinal, ele está “depenadinho”.

Meu conselho é que você converse com ela e seja sincero. Fale o que está acontecendo, do quanto você está frustrado pelo relaxo dela. Não tem muito como ser delicado, você terá que tocar na ferida.
Vai doer? Vai machucá-la? Provavelmente sim. Mas com certeza ela sofrerá muito mais caso seja trocada por outra.
Você está disposto a salvar o teu casamento e só através do dialogo e de ela abrir os olhos, é que essa situação poderá mudar.

Se você se calar, ela continuará achando que está tudo bem, a tendência é ficar cada vez mais relaxada e daqui a pouco ela começa a miar e latir e se alimentar de ração. E no final da história, se você encontrar uma "florceta alheia" cheirosa e ajeitadinha para se satisfazer, quem passará pelo filho da puta sem vergonha será você.

Verdades muitas vezes doem, mas são necessárias.
Bora transformar sua fera na maravilhosa bela que você sempre amou.

De mulher relaxada e mulambenta, até o diabo foge!

*

Beijos e boa semana.
Jana Pupo.

Dicas, dúvidas, críticas e sugeatões escreva para:
jana.pupo@yahoo.com.br

*

Meu twitter. Sigam-me os bons e safadeeenhos ^^

Meu facebook ^^

Você sabe o que é Bukkake?

By : Janaína Pupo
Meu povo lindo, antes de falar sobre o assunto de hoje, gostaria de pedir um favor a todos vocês que passam aqui pelo blog. Se você é de São Paulo, topa ir no lançamento do meu livro aqui?
Deixe seu "SIM" nos comentários, please!
=)
Logo darei mais informações, ok?

Agora bora falar de outro tema polêmico?

Imagem retirada da net.


“Meu nome é Valmir e sou casado há dois anos. O sexo entre nós é corriqueiro e ela nunca está disposta e quando rola é sempre o básico papai e mamãe. Eu sempre tive um fetiche, já realizei algumas vezes, mas nunca com a minha esposa, mesmo porque, ela não sabia deste meu gosto. Para tentar apimentar a relação, contei a ela um segredo meu. O negócio é que eu adoro gozar junto de outros homens na cara de uma única mulher. Acho muito excitante ver a mina fazendo um belo sexo oral num bando de rapazes e depois todos nós ejacularmos no rosto dela. Contei isto para a minha esposa e propus de chamarmos uns amigos meus para uma festinha dessas. Só que ela é ignorante e ficou extremamente nervosa com a minha proposta e disse que se eu tocar nesse assunto novamente, ela prefere se divorciar. Acho que ela está sendo muito egoísta, pois fui sincero, contei meu segredo e ela e nem estou pedindo para que ela transe com outros homens, é só pra fazer sexo oral e depois ser banhada com o nosso prazer. Qualquer outra mulher gostaria de estar no lugar dela e ela vem falar de divórcio? Ela está sendo muito imatura. O que eu faço para convencê-la?”

Elêlê... que beleza em Valmir?
Isto que você está falando, chama-se BUKKAKE, que é uma modalidade de sexo grupal praticado com uma pessoa que “recebe” a ejaculação de diversos homens.


“Bukkake é uma prática sexual de origem japonesa, tornada comum na indústria pornográfica nos anos recentes. O termo é originário do Japão cuja tradução aproximada é "espirrar água". Foi erroneamente sugerido como oriundo de uma prática medieval japonesa onde se castigava uma mulher adúltera, previamente amarrada e ajoelhada sobre uma esteira, sendo submetida à ejaculação de vários homens.

Desde finais da década de 1990 tornou-se um fetiche, existindo produções de vários estúdios norte-americanos e europeus dedicados ao gênero. Deduzidas as variações, o bukkake é encenado com uma pessoa se postando de joelhos e aguardando que vários homens em pé se masturbem e ejaculem sobre o seu rosto.”

Seguinte, eu sou a favor de realizarmos nossos fetiches e fantasias, mas desde que ambos estejam na mesma “pegada”, desde que excite os dois.

Agora você vem me dizer que sua esposa é ignorante por não aceitar?
Ah claro, você sugeriu algo tããão simples, um ato tããão comum, porque é SUPER ROTINEIRO a mulher sair por aí, entrar numa roda de homens, pagar boquete pra vários paus desconhecidos e depois tomar um banho de porra na cara pra ficar com a face hidratada.
Viscoso, mas gostoso, né não Pumba?
Poupe-me, né seu sem noção!

Tem mulher que gosta sim disto, adora se sentir nas “cataratas do Niágara” e se banhar numa cachoeira de porra quente, só que a maioria não toparia algo assim, por nojo, por achar que é falta de respeito, por se sentir usada, enfim.

Aí Valmir, você conhece sua mulher, espera pra casar e então resolve se abrir, tirar do armário seu fetiche e acha um absurdo a reação dela, tendo a coragem de chamá-la de egoísta e imatura?

Desculpa, mas você que está sendo um bocó, um tremendo egoísta por não a compreender.
Imagine só se, ela chega pra você e diz que a fantasia dela é ver um bando de homem dando uma surra de pica na tua cara?Ok, de repente você goste da proposta, mas também pode bancar o imaturo, pois QUALQUER OUTRO HOMEM gostaria de estar no seu lugar, né?

É Valmir, pimenta no cu dos outros é refresco.

A culpa aí foi só sua, por isto sou a favor do diálogo sempre. Você deveria, ainda quando namorava com ela, ter exposto este teu gosto, fetiche. Digo isto, porque eu, particularmente, não conseguiria me manter casada com alguém que não combinasse no sexo comigo, que não topasse realizar minhas fantasias e desejos. Sexo pra mim tem que ter harmonia, ambos têm que falar a mesma língua, tem que combinar. Jamais aceitaria dormir todos os dias com um homem que me fizesse passar fome de sexo, seria o mesmo que passar mais fome que piolho de peruca!

Você diz que tua esposa “é light” no sexo, gosta do trivial e me chega com uma proposta desta, homem? Olha, você se livrou de tomar uma vassourada, viu?

E você, fora esse fetiche, como é na cama com ela? Porque ter fetiche não quer dizer que você seja o todo poderoso do sexo, de repente sua mulher está “adormecida”, você pode não ter despertado “a fera safada” que existe dentro dela, mas isto não quer dizer que ela tem que topar receber um mar de porra alheia na cara só para te agradar, queridinho.

Quanto a te ajudar a convencê-la, eu jamais faria isto.
Mulher não gostar de chupar pau eu acho uó, dizer que tem nojo de cacete acho um tremendo pecado, mas daí te ajudar a convencer sua esposa a fazer um boquete coletivo, já é demais.

Isso é o tipo de fetiche que você só vai realizar com mulheres que também gostam desta brincadeira. Diferente do que você pensa, poucas mulheres iriam gostar de estar no lugar da sua.

Você tem algumas alternativas, como: ou se divorcia ou aceita de vez que isto nunca vai rolar no teu casamento e se acabe no "5 contra 1" vendo filmes pornôs com cenas de bukkake, ou banca o filho da puta e trai sua mulher com outra que seja adepta ao seu fetiche.

Provavelmente você venha escolher a ultima opção, não sei. Alguns homens acham que a traição é a maneira mais fácil e prática de resolver “probleminhas ou problemões” no casamento. Acomodam-se e preferem ficar pulando a cerca. Ficam que nem a dengue, cheios de casos por aí!

Valmir, tua situação “Vaimar” e só você pode resolver isto.

E vocês, meus amores, o que acham do bukkake?

*

Beijos e boa semana.
Jana Pupo.

Dicas, dúvidas, críticas ou sugestões escreva para:
jana.pupo@yahoo.com.br

*

Meu livro está à venda AQUI!

Meu twitter. Sigam-me os bons e os safados também ^^

Meu facebook =)
Tag : ,

- Copyright © 2013 Janaina Pupo - Traduzido Por: Template Para Blogspot