Posts Populares

Postado Por: Janaína Pupo 18 de fev de 2014



Aí, quando você pensa que já viu e viveu de tudo, eis que a vida, o destino, a puta que pariu o mundo, te apronta outra.
Sabe aquele bofe Friboi, que para tuuudo onde passa, é o sonho de consumo até de quem não curte linguiça? Pois é, meu bem, caiu um desse na minha rede e euzinha, que não bebo, não uso drogas, estava sã e sendo xavecada pelo boy magia da balada, ahh, já sou toda empinada , quem me conhece sabe, pois naquela noite quase pareço uma pipa!

No segundo encontro, aceitei o convite de ir a sua humilde residência conhecer a decoração (ahãn, finge que acredita). Gente, o cara morava sozinho numa casa que, eu teria que trabalhar três vidas pra poder comprar metade do terreno hahahahahaha (ok, exagerei, duas vidas). 

Chega de lero lero, vou direto ao ponto constrangedor. O bofe me leva para um quarto que parecia de jogos e o lençol era algo como twister. Mano, eu padeci as poucas vezes que brinquei nesse tapete NO CHÃO, não curti ficar com meu bundão na cara alheia, mas enfim.

Na hora que vi aquilo, fingi que aquele lençol era suuper tendência, super normal e já que era uma suíte, fui ao banheiro com a desculpinha de me arrumar pra ele (e realmente ia, uma lingerie bonita faz bem, né?), mas aí, meu povo e minha pova, lá dentro do banheiro, começo ouvir o maior pancadão tocando no quarto, parecia uma balada. Saí de mansinho, de lingerie, mas com a toalha enrolada no corpo e quando olho pra cama, aquele baita homem desejado por geral, estava de quatro sobre a cama, com um fio dental VERMELHO atolado no rego, dando palmadas na bunda e quando me viu, gritou: "Vem, gostosa! Bate na bundinha do seu hominho, bate!"




COMÉQUEÉ? HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA (toma fôlego) HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA (quase levo um tapaleco nas zoreia).

Eu ri, gente. Ri tanto, a ponto de apoiar na parede e agachar até o chão, porque a barriga doía de tanto dar risada. E não foi proposital, fui pega de surpresa, poxa!  Nada contra, mas aquele leão estava mais pra carneirinho.O cara usava
uma "calcinha" menor que a minha, porra! Não me contive, foi mais forte que eu, e casquei o bico, ri de chorar.

E o bofe? Levou-me pra casa, não provou da minha Friboiceta, porque depois dessa, minha "menina" secou de vez e claro que nunca mais ele quis me ver. Na verdade, acho que ele fugia de minha pessoinha, pois deixou de frequentar os mesmos bares e baladas e cada vez que a gente se esbarrava, ele ficava tão sem graça, que parecia uma flor murcha. Talvez tivesse receio de eu comentar com algum dos seus amigos ou com alguém... que isso, sou discreta, só conto no blog hahahahahahaha.

Óóóóó lá, tá vendo como o diálogo é SEMPRE fundamental? O boy magia podia ter preparado o terreno, falado que curtia se transformar no Tarzan versão moderna, com aquela sunguinha fio dental no rabo, porque aí, certeza que eu levaria numa boa. Com conversa faço até plantação de cenoura, mas poxa, não chega chegando sem falar nada, porque dependendo da surpresa, ahhh, eu vou rir mesmo... melhor do que chorar.

Jana Pupo

Dicas, dúvidas, críticas e sugestões escreva para:
jana.pupo@yahoo.com.br

{ 1 comentários }

- Copyright © 2013 Janaina Pupo - Traduzido Por: Template Para Blogspot